Percy Jackson e o Ladrão de Raios

Percy Jackson e o Ladrão de Raios
(Percy Jackson & The Olympians: The Lightning Thief, 2010 – Aventura, Fantasia: 119 min)

Dirigido por Chris Columbus com roteiro de Craig Titley adaptando livro de Rick Riordan. Estrelando: Logan Lerman, Sean Bean, Kevin McKidd, Steve Coogan, Catherine Keener, Pierce Brosnan, Uma Thurman, Rosario Dawson, Brandon T. Jackson, Alexandra Daddario.

 

A série de livros de Rick RiordanPercy Jackson e os Olimpianos” vinha sendo dada como uma grande aposta para suceder a saga de Harry Potter nos cinemas, por conta disto fui conferir o primeiro filme “Percy Jackson e o Ladrão de Raios“. Outro fator que desperta interesse nessa nova franquia que nasce nos cinemas foi a direção por parte de Chris Columbus, que fez os dois primeiros filmes do bruxinho de Hogwarts e também grandes sucessos como “Esqueceram de Mim” e “Gremlins“. Ainda que seja um filme divertido e tendo como tema a mitologia grega (que por si só já é interessante), o que posso dizer é que falta muito para chegar perto de ser um sucerror a altura do que Harry Potter representa.

Na trama somos apresentados primeiramente ao jovem Percy Jackson (Logan Lerman), que logo descobre ser um semideus (filho de Poseidon com uma mortal) e enfrentará diversas aventuras e monstros mitológicos numa jornada parecida com a de Perseu (agora entendeu o Percy não?) da mitologia grega.  Ele precisa na verdade devolver a Zeus o raio que foi roubado e provar a sua inocência, já que muitos acham que foi ele quem roubou.

 

Percy e Zé Ramalho

 

A idéia é até interessante, trazer para a atualidade (e claro, para os Estados Unidos) as histórias da mitologia grega, atualizando um pouco as coisas. No lugar de espelhos um celular, uma caneta que vira uma espada, um all star com asinhas para sair voando e por aí vai. Em alguns momentos o filme realmente funciona e consegue entreter.

O grande problema de Percy Jackson e o Ladrão de Raios é a sucessão de clichês e cenas manjadíssimas, sem contar ainda alguns furos de roteiro e saídas fáceis e pouco plausíveis em algumas situações. E tem mais, na linha de frente temos Percy o “predestinado herói“, uma garota inteligente e um fiel companheiro responsável por fazer todos rirem, será que já vimos isso em algum lugar?

A escolha do elenco se mostrou bastante satisfatória, com muitos nomes conhecidos como Uma Thurman (Marido Por Acaso), Rosario Dawson (Sete Vidas), o ex 007 Pierce Brosnan (Mamma Mia!), dentre outros. Os novatos Logan Lerman, a bonita Alexandra Daddario e também o cômico Brandon T. Jackson fazem um bom trabalho.

 

O Sátiro, o Semideus e a Semideusa

 

Ainda que falte muita coisa para chegar a ser uma franquia digna de ser dada como “sucessora” de Harry Potter por exemplo, Percy Jackson promete entreter principalmente os mais jovens que vão ao cinema apenas a fim de se divertir, sem ficar querendo analisar nuances ou se preocupando com a enxurrada de clichês e saídas fáceis que Columbus enxertou“. Com muita boa vontade eu vou classifcá-lo como um bom filme, pois, apesar de todos os defeitos e principalmente daquela “enorme” vergonha alheia na cena final (quem assitiu sabe do que estou falando), consegui me divertir com os Olimpianos.

30 comentários sobre “Percy Jackson e o Ladrão de Raios

  1. Eu li o livro, e como sempre espero que saia um filme descente, pelo menos que não dê vergonha ao livro ou ao autor.
    Não parece lá ser um filme interessante, pela sua opnião, mas irei assistir só porque gosto de me decepicionar com as adaptações, exatamente a razão pela qual vou assistir Harry Potter na estréia, porque eu o acho um filme que veem piorando com as sequencias.

    Curtir

  2. Gabriela, a questão das adaptações do cinema é realmente algo complicado.

    Não tem como transpor exatamente o que tem no livro nas telas, são duas mídias difernetes não funciona.

    Por isso se chama adaptação, é algo próximo ao que tem no livro. Fatos mudam, outros são omitidos e é isso mesmo.

    Não li o livro de Percy Jackson, mas o filme dá para assistir sem maiores problemas.

    Grande abraço

    Curtir

  3. Muito bobinho, bem fraquinho e clichento…o tom infantil e superficial do roteiro tende a proporcionar isso, ainda que os efeitos especiais sejam bem legais e convincentes – bem como o promissor Logan Lerman, que por sinal parece o Zac Afron…

    Uma pena, os livros são superiores, mas é um filme que diverte e só.

    Falam e criticam TANTO a saga Crepusculo, mas desses todos é o que mais foi bem adaptado…e tem a essência dos livros da Stephenie Meyer.

    Curtir

  4. Acho que a saga foi descaradamente inspirada em Harry Potter a começar pelo título “Percy Jackson e o ladrão de raios”, “Percy Jackson bla bla…” e o lance dos três amigos: a garota inteligente o amigo bobão e o mocinho fodão…

    E pra mim o fato de ter sido o mesmo diretor de Harry Potter não é mera coincidência.

    Curtir

  5. Bom finalmente achei uma crítica digna, confesso que fui assistir forçado, pretendia na ocasião assistir Preciosa, mas morremos por escolher este Percy Jackson, não li os livros e não lerei. Pude observar que o erro não está no diretor e nem no elenco, está realmente na história, tudo muito solto, não amarra a pessoa durante o decorrer da história, se não fosse pela Lady Gaga teria saído do filme sonolento.

    Se a saga Crepúsculo foi ou não bem adaptada não me ímporta, o que realmente me importa é q ele também é uma história sem graça e sem sentido, o universo de vampiros sempre agradou, desde de pequeno, mas este criado para crepúsculo passa longe dos vampiros que tanto me agradaram.

    Curtir

  6. Terrivelmente mal adaptado, o Livro e maravilhoso uma historia que te prende e deixa com gostinho de querro mais. Já o Filme e infantil D+ não respeitaram nem a descrição dos perssonagens principais, no livro o percy tem 12 e não 16 anos como parece ter o ator o grouver não e babaca daquele jeito e muito menos valente, acredito que omitir a historia de Ares e Cronos por tras do roubo do raio foi o pior erro pois já li a sequencia dos livros e sinceramente não sei como continuarão já que o mentor das maldades e cronos e ele não apareceu no 1° filme, imaginem harry potter sem valdemorte! sai do cinema com raiva por ter pago para assistir aquilo !

    Curtir

  7. Bom, li todos os livros da saga. Sinceramente? O filme foi bom, sim! Claro, se você foi lá achando que iria “assistir o livro”, se lascou.

    Concordo que omitir Kronos e Ares foi meio infeliz. Comparar o Mundo Inferior com o Inferno também foi uma visão extremamente judaico-cristã que não condiz com a mitologia (nem com a saga) – afinal o Mundo Inferior é dividido em campos, sendo ao mesmo tempo o inferno e o paraíso.

    E uma das coisas que eu estava mais ansioso para ver era a luta entre Percy e Ares. Infelizmente não foi possível…

    Mas quero ver se vai ter continuação. Não sei o que irão fazer para introduzir Kronos na saga, mas de qualquer modo realmente espero que continuem. A Batalha do Labirinto é um livro fantástico e, desde que o estava lendo, sonhava com a adaptação cinematográfica que, se bem explorada, irá ser fantástica.

    Curtir

  8. Daniel , concordo plenamento com o que você disse.

    A maioria das pessoas acham que quando vão ao cinema assistir uma adaptação de um livro estão indo “assistir o livro” como você mesmo frisou.

    Não é isso, algumas coisas são alteradas, outras omitidas, outras inseridas e por aí vai.

    Eu não li os livros de Percy Jackson e nem poderia opinar sobre essas omissões que você e outras pessoas informaram, mas com certeza os produtores devem ter algo em mente.

    Grande abraço e agradeço o excelente comentário!

    Curtir

  9. eu achei o filme fraquissimo!
    o livro praticamente foi todo picotado!
    aquela cena depois dos créditos é no meio da história!
    e no final ele não luta com Luke e sim com Ares que nem aparece no filme, entre outras contradições!
    comparando o livro com o filme é um verdadeiro fiasco!
    e outra pra ser um filme baseado num livro era pra ser no mínimo 2:30 de duração não é só esse não é todos!

    Curtir

  10. Fiquei extremamente decepcionada com o filme!

    Talvez seria melhor não ter lido o livro.

    Ao contrário de Harry Potter que teve sua produção “fiscalizada” pela escritora em tempo integral, o escritor de Percy Jackson entregou o livro à sorte, o que transformou o filme em catastrofe.

    Em nada reflete a história do livro se não pelo nome dos personagens.

    Na minha opinião Percy Jackson que poderia ter vindo para substituir o bruxo mais requisitado e querido da década não vai passar de uma história infanto juvenil que só vai agradar a minoria

    Curtir

  11. Se vcs viram o filme e não gostaram mas não leram o livro leiam.o livro é fácil de ler e é exelente,te prende a história.fantástico é na minha opinião melhor que harry potter.

    Curtir

  12. Ahhh, convenhamos que o filme é bem divertido, serve exatamente com a finalidade de entretenimento, bemmmm diferente de Fúria de Titãs que eu achei um saco, e que no final é tudo a mesma história… Zeus, Poseidon e Hades… bla bla bla… ai q saudades dos Cavaleiros do Zodíaco!!!

    Curtir

  13. Thiago, Lu e Pedro, os filmes nunca serão iguais aos livros, se vocês ficarem esperando isso vão se decepcionar todas as vezes que forem ao cinema ver uma adaptação.

    Kristen, que honra! Bom, eu também prefiro HP mas Percy Jackson é leve e divertido.

    Byanqinha, achei o filme divertido também e Fúria de Titãs eu confesso que nem fui assistir. Cavaleiros do Zodíaco, em breve, ganhará um post aqui na sessão nostalgia do blog!

    Curtir

  14. Noossa.. Nao vi o filme ainda. Procurei esse artigo justamente pra ver se tinha sido criticado ou elogiado. Obrigado, nao verei mais o filme KKKK’. Essa coisa de adaptação é tensa.

    Tipo Marley e Eu, eu li em dois dias e adorei de verdade. Daí passou uns dias eu fui la e aluguei o filme. Caraca, que decepção… A história tudo invertida… Uma desgraça. E uma coisa de adaptação é fato: Se voce ler o livro primeiro, nao vai gostar do filme, e vice-versa. Porque voce vai conferir um baseado no outro, e daí acaba nao gostando.

    Eu assisti Harry Potter e a Pedra Filosofal na estréia, adorei muito, eu tinha 5 anos. Depois de uns anos, eu fui ler o livro. Quando eu li as primeiras páginas, eu falei “Caralho, que porra é essa?”, mas continuei lendo. Quando eu terminei de ler o livro, eu vi que o filme é que nao era bom.

    Ja Crepúsculo… Nao cheguei nem a ler os livros, e vi os filmes só pra ter do que rir depois. Vampiro que brilha… Que merda.!

    Mas eu adorei Percy Jackson e o Ladrão de Raios (o livro KKKK’)

    Curtir

    1. Christian, eu já falei isso para várias pessoas: Se você for ao cinema conferir um filme baseado no que você leu e querer ver TUDO lá, exatamente do jeito que foi escrito você nunca irá gostar.

      São mídias diferentes e se fosse uma transcrição completa do que foi escrito, a gente teria que passar 1 dia dentro do cinema, em 2 horas não dá tempo meu caro.

      Agora, se você enteder que os filmes são apenas BASEADOS nas histórias do livro, tem chances de gostar de pelo menos alguns.

      Abração

      Curtir

  15. Eu acho o seguinte: adaptação não tem como ser 100% fiel ao livro. Mas precisa, NO MÍNIMO, manter o esqueleto da história original, uma vez que a obra É a referência e deve ser seguida – senão, o filme seria “livremente inspirado”, e não adaptado.

    Marcio Melo, é claro que ninguém espera que TODAS as cenas e TODOS os aspectos sejam mantidos. Mas, como você diz não ter lido PJ (não sei se a esta altura já leu), posso dizer que para quem leu a série, o filme foi a PIOR ADAPTAÇÃO que se poderia esperar.

    Imaginem um Harry Potter sem Voldemort, ou um Senhor dos Anéis sem Sauron. Foi mais ou menos isso o que aconteceu. O que cortaram na adaptação foi nada menos que a espinha dorsal da trama da série inteira – a profecia envolvendo o personagem central, o envolvimento de Cronos… até mesmo a idade cronológica dos personagens, que TEM PESO na série, foi ignorada.

    Se você tenta contar uma história omitindo esses pontos cruciais, não adianta, não é uma adaptação. Pode-se dizer que foi até inspirado na obra pelo nome dos personagens e por alguns aspectos, mas a trama se perdeu TOTALMENTE. Eis a diferença para outras adaptações.

    O filme em si foi razoável. Mas eu, como fã dos livros, posso afirmar que a adaptação foi sofrível. Nem consigo chamar de adaptação. E acho justa, sim, a indignação dos fãs. Não foram “cortes a esmo”, desfiguraram a trama toda. Precisarão de um milagre pra fazerem uma continuação à altura, com a ausência de ganchos no primeiro filme.

    Dica pra quem achou PJ ruim por causa do filme: leiam o livro – aliás, a série inteira. É outra história, e infinitamente mais agradável e elaborada. O filme foi confuso até para os fãs, imagine pra quem não estava ambientado ao universo de PJ.

    Curtir

    1. Kah, pelo que você falou então foi ótimo eu ter visto apenas o filme hahahha.

      Os livros são sempre melhores e as adaptações são quase sempre frustrantes, mas do jeito que você falou realmente fica complicado.

      Curtir

    2. Kah, concordo plenamente com todas as suas palavras. Quem não leu o livro não pode julgar o filme. Sendo esse adaptação ou não, é uma obra criada pelo Riordan e tem TODO o dever de ser divulgada de acordo com as idéias DELE, não importa quem seja seu diretor ou roteirista.

      Curtir

    1. “Podia incluir o hercules e o icaro” Você ta brincando comigo né -.-
      Essa não qualquer historia inventada pelos diretores do filme. É uma historia do Rick Riordan e foi feita uma PESSIMA adaptação de seu livro.
      É filme não é ruin, mas eles mudaram MUITA coisa que estragou a essencia a serie Os Olimpianos.
      Cade o pinheiro da Thalia?
      Cade o sr.D?
      Cade a Clarisse?
      Cade os chalés?
      Fala serio, podiam ter explorado muito mais ¬¬

      Curtir

  16. Em primeiro lugar os livros sao maravilhossos, e muito envolvente,já o filme sao bons tambem mais acho que esqueceram de personagens muito importante.

    Curtir

  17. Péssimo! Estava assistindo hoje ao inesquecível ´´esqueceram de mim“e custei a acreditar que o mesmo Chris Columbus dirigiu essa bomba.

    Forçado,bobo e com alguns péssimos atores,não dá para comprar a idéia desse filme em momento nenhum,

    Pura perda de tempo!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s