Daybreakers

Imagine que estamos no ano de 2019. Pense que a maior parte da população da Terra passou a ser composta por VAMPIROS. Neste contexto devemos esquecer a existência de True Blood¹ e imaginar que a humanidade (?) ainda não conseguiu encontrar um substituto seguro para o sangue humano. Como lidar com este cenário apocalíptico onde a população além de amaldiçoada com sua condição de vampiro tem que lidar com a escassez de alimento? As consequências disso serão inimagináveis.

Com esta idéia em mente e assistindo ao trailer de Daybreakers acreditei que este seria O Filme de vampiros que a algum tempo eu esperava. Com novos questionamentos, novo olhar para um ser tão antigo e revisto no cinema, esta seria a oportunidade de experimentar um filme diferenciado. Assista ao trailer:

Partindo do princípio que a maioria da população é composta por vampiros, foi necessária uma adaptação do mundo. A vida se segue durante a noite, onde as pessoas trabalham, se encontram, fazem trabalhos domésticos… tudo que  antes era feito durante o dia. Com esta mudança, as pequenas coisas também precisaram se adaptar como os carros com vidros bloqueadores de luz solar, casas com proteção UV e principalmente a comida: Sangue! Mas o que pensar de uma população imortal, que não envelhece e precisa constantemente se alimentar? Simples, pegue os humanos, escravize-os e construa fazendas de cultivo onde eles possam ficar em coma e doando para sempre, seu sangue as empresas alimentícias! Como um filme com uma premissa tão empolgante pode afundar? Os personagens são fracos, o protagonista não seduz em absolutamente nada, Sam Neil está tão caricato que me senti um pouco envergonhada. Willem Dafoe está fazendo o papel de Willem Dafoe…

Os “dramas” e questionamentos não convencem, o vilão não convence, os rumos e o desfecho da história convencem menos ainda. Não encaro Daybreakers como tempo perdido. O que eu chamo de perda de tempo é assistir Dr. Dolittle 3 até o final. Se você gosta de filmes de suspense sem pretensões, assista. Pode ser que goste. Se você espera grudar na cadeira, torcer pelos personagens e enlouquecer com o final do filme… pule para o próximo da lista.

.

¹True Blood, na série de mesmo nome,  é um sangue sintético desenvolvido por japoneses que tornou possível a alimentação dos vampiros de forma mais ética sem que estes precisem se alimentar de sangue humano.

.

Filme: Daybreakers ( 2019 – O ano da extinção)

Lançamento: 2010 (Direto para DVD no Brasil)

Atores: Ethan Hawke, Willem Dafoe, Sam Neil.

7 comentários sobre “Daybreakers

  1. Me parece ser trash demais para mim. Ou melhor, de menos. Se fosse totalmente absurdo e louco, como True Blood, aí talvez valeria a pena.

    PS: Se estivéssemos falando do sangue sintético, então o correto é Tru-Blood.

    Curtir

  2. Eu ate gostei de filme, acho que vale a pena ver pq é uma visao completamente diferente do mundo dos vampiros!
    Pra mim, a originalidade e o rumo da historia compensaram a falta de desenvolvimento dos personagens :p

    Curtir

  3. Gustavo,
    Eu acho que o problema de Daybreakers vai um pouco além do desenvolvimento dos personagens. O meio para o final fica totalmente sem sentido.
    O problema do Sam Neil com a filha é artificial…
    Aquela historinha pra boi dormir de como “voltar a ser humano”
    Aquele final é bobo e sem sentido.
    Enfim, pode ser que eu tenha me decepcionado porque criei expectativas para esse filme mas pra mim foi meia boca.
    Não é perda de tempo, mas está longe de ser bom.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s