Scott Pilgrim contra o Mundo (Scott Pilgrim vs the World)

A estreia de “Scott Pilgrim contra o Mundo (Scott Pilgrim versus the World)” se transformou em uma verdadeira novela aqui no Brasil. Depois de ser adiado várias vezes (a estreia lá fora foi em agosto deste ano) o filme finalmente foi lançado em novembro só que apenas lá no Brasil (Rio e São Paulo). Culpa? O fraco retorno nas bilheterias americanas, uma pena, acabou fazendo com que os habitantes das províncias nacionais (como eu) tivessem que (mais uma vez) recorrer a meios escusos para poder ter o seu merecido orgasmo nerd.

Parece estranho dizer que a melhor adaptação dos games para o cinema tenha vindo na verdade dos quadrinhos, mas não é leviano pensar assim uma vez que temos, além de vários elementos da cultura pop, toda a magia dos games (os antigos ‘old school’) estampada nesse trabalho ímpar que saiu das mãos de Edgar Wright, responsável por outras obras divertidíssimos como “Todo Mundo Quase Morto” e “Chumbo Grosso”.

Por ser extremamente nerd “Scott Pilgrim contra o Mundo” se torna um produto destinado quase que especificamente para um determino público, afinal, a história é sim realmente boboca, vejamos: garoto se apaixona por menina misteriosa e, além de ter que terminar com sua atual namorada menor de idade, precisa derrotar os sete super ex-namorados do mal de sua nova paixão. Misturando drama juvenil, traumas de relacionamentos passados e bandinhas de garagem, o que faz a diferença aqui é a forma fantástica (literalmente) em que tudo isso é apresentado.

Liderado pelo carismático Michael Cera (Youth in Revolt, Nick e Nora: Uma Noite de Amor e Música, Juno) que mais uma vez faz o tipo meio abobalhado (sua especialidade), o elenco conta com boas atuações desde Elizabeth Winstead que faz Ramona Flowers até a nipônica Knives interpretada por Ellen Wong, passando ai por participações especiais divertidíssimas como as de Brandon Routh, Chris Evans (Quarteto Fantástico) Anna Kendrick (Amor Sem Escalas) e até o irmão de Macaulay Culkin, Kieran Culkin.

O ritmo do filme é bastante ágil e toda a trama é, como nos videogames, divida em fases e chefões. Deve ter sido uma jornada árdua apresentar na tela todos os sentimentos e expressões dos quadrinhos de forma tão perfeita como foi realizada. O mocinho pega vida extra, ganha armas mágicas que lhe dão bônus e tem até barrinha para medir o nível de xixi. Toda a sonoridade dos golpes, as reações emocionais estampadas (como quando a Knives diz estar apaixonada por Scott e surge um “LOOOOOVEE”) fazem desta obra um trabalho realmente único. .

Trata-se realmente do tipo de filme que dificilmente terá meio termo, ou você se identifica com tudo e idolatra, como este que vos escreve, ou você acha tudo apenas idiotice nerd e segue sua vida em paz. Meus olhos brilharam e fiquei com um sorriso bobo durante todo o tempo, para mim é sim um dos melhores do ano.


Scott Pilgrim Contra o Mundo (Scott Pilgrim versus the World: Comédia, Ação – 2010 – 112 min)

Dirigido por Edgar Wright com roteiro de Edgar Wright, Michael Bacall adaptando obra de Brian Lee O’Malley. Estrelando: Michael Cera, Mary Elizabeth Winstead, Brandon Routh, Jason Schwartzman, Aubrey Plaza, Kieran Culkin, Brie Larson, Mae Whitman, Ellen Wong, Anna Kendrick, Mark Webber, Alison Pill e Satya Bhabha.

37 comentários sobre “Scott Pilgrim contra o Mundo (Scott Pilgrim vs the World)

  1. Eu acho que o filme tinha potencial e apelo pro público, mas talvez não tenham vendido ele direito lá fora se confiando apenas na figura de Michael Cera e no sucesso dos quadrinhos. Uma pena já que o filme é foda! Se por acaso passar no cinema vou assistir de novo fácil. Já to quase comprando o blu-ray importado.

    Curtir

  2. Na verdade o lançamento foi mais limitado ainda, pq o filme só passou aki no RJ em festivais, no circuito comercial só foi lançado em SP.
    Sou do RJ e tentei ver o filme de qualquer maneira, mas não entrou em cartaz em nenhum lugar, até q achei uma notícia informando q seria apenas em SP, foda né, pelo jeito vou ter q esperar o DVD!

    Curtir

  3. Passei o filme todo com um sorriso no rosto. A disputa pela melhor adaptação de HQ fica agora acirrada entre Scott Pilgrim e Sin City.

    Culpe a (falta de) distribuição aos americanos que, na sua infinita sabedoria, preferiram dar toda a bilheteria da época para o filme bomba de Stallone.

    Curtir

  4. eu não sou fã de quadrinhos e nem me considero um grande nerd

    apesar de gostar um belo rpg mais underground (persona e afins)

    gostei muito do filme, achei ele divertidissimo e muito bem elaborado, agora como foi dito na critica é um filme voltado a um publico especifico, alguns amigos meus acharam o filme tão idiota que nem conseguiram assistir ate o final……
    auehauehaeuhaeuaheueahuaehaueha

    mas faze o que….

    eles não sabem o que perderam

    agora discordando do Ddii o kick ass foi beeeeem melhor adaptado do que o proprio quadrinho

    Curtir

  5. Eu achei a adaptação de Kick Ass feita para fãs de Restart, mudou e muito a aura que a HQ tem. Achei simplesmente lixo do meio para frente (ou antes?).

    Hm E acho adaptação de Watchmen a melhor dos quadrinhos. Digna da grande obra de arte que é a própria HQ.

    Curtir

  6. Rafael, sinceramente, nem esperei chegar em DVD baixei mesmo sem dó nem piedade uma versão em alta definição.

    Ddii_, concordo que seja uma das melhores adaptações dos quadrinhos (games) já feita, mas Kick Ass também é.

    Marcelo, o filme de Stallone é divertido e o público foi de certa forma merecido, acredito que tenha faltado na verdade um pouco mais de inteligência na distribuição e promoção do filme.

    Luiz, o que comentei afinal fez sentido, você viu isso com seus amigos. Eu me sinto feliz por estar inserido na parte das pessoas que adoraram Scott Pilgrim 🙂

    Curtir

  7. Hm certo, Marcio, sabemos que temos conciência diferente em relação a Kick Ass, já conversamos no outro tópico. Deixa para lá, né 😀

    Enfim, Scott P. está agradando bastante gente que tenho contato. Infelizmente só pude ver atrás da tela do PC.

    Curtir

  8. Porra, Man! Ao lado de HP7.1, “Kick-Ass” e “Inception”; “Scott Pilgrim…” é um dos filmes mais esperados de 2010 por mim, mas procurei como louco (sou do RJ), mas não encontrei cinema que o estivesse exibindo no ESTADO (!!!). Estou desesperado, pois queria imensamente vê-lo no cinema! Não queria ter que vê-lo na “telinha”…

    De qualquer forma mal posso esperar… Me ganhou no primeiro trailer!

    Por falar em ‘ser ganho no primeiro trailer’, e “Sucker Punch” hein, man? E “Besouro Verde”?? Também estão na sua lista de mais esperados de 2011?

    Curtir

    1. Well, com toda certeza Sucker Punch está me alucinando, mais até do que Besouro Verde.

      Logo no início do ano eu posto a velha lista dos mais esperados de 2011.

      Scott Pilgrim não apareceu por aqui, baixei sem dó em alta definição. Se sair no cinema eu vou assistir novamente. E vou esperar sair o bluray também hehehe.

      Curtir

  9. Esse Sucker Punch ta bem doido mesmo, tomara q faça sucesso lá fora, só desse jeito para a gente poder assistir na tela grande.

    Outro filme q eu tava acompanhando é Splice – A Nova Espécie, tá sabendo de algo?

    Curtir

  10. Perfect.
    Nunca li se quer uma hq de scott pilgrim,
    antes da divulgação do filme sequer tinha ouvido
    falar de scott pilgrim.
    Sou um fã de hqs mas das mais conhecidas,das que cresci
    lendo (lanterna verde,superman,batman,entre outras da marvel
    e dc.) e realmente sai do cinema triste.
    Triste por nunca ter ”achado” essa hq do scott pilgrim.
    esse filme me fez ter boas lembranças da época que
    comecei a jogar vídeo gamer e ler quadrinhos. Minha
    desvirginação ao colocar as mão em um joystick e matar
    vários vilões,ahhh época boa era do game de 8 bits,street of ranger,mario( como amo mário até hoje),alex kid( nunca cheguei ao final desse jogo) Quase chorei ao ver na estante
    do quarto de scott algumas versões de consoles que tive,
    super nitendo tenho até hoje,não tenho coragem de me desfazer dele.
    E a primeira hq a gente nunca esquece né,lembro da minha
    primeira que foi da turma da mônica rsr. Amo hqs,mas hoje
    em dia raramente compro uma.
    Esse filme é uma celebração a todo esse universo pop nerd
    rock end roll. que construiu uma identidade nessa geração
    que já está chegando na meia idade (eu:( ). O melhor filme
    sobre video gamer,e bate de frente com kick ass em melhor
    versão de hq para as telas ( kick ass eu li!! depois que o
    filme foi lançado 😦 ) Merecia ter uma maior abrangência de salas,deu bastante trabalho ver esse filme.
    Mas consegui ver no cinema!!
    vale muito a pena assisti,é um dos melhores do ano,sem
    dúvida.

    Curtir

  11. Ahh, eu adorei esse filme… achei muito legal, sem contar nos efeitos especiais dos video-games e dos quadrinhos que o filme mostra em demasia, sem dúvida um dos melhores.

    – Só tem uma coisinha que eu não gostei, o ultimo namorado da Ramona.. ele foi tão imbecil, que me frustei um pouco D:

    – O final foi nostalgia, “Continue, 5,4,3,2,1,0.. game over” uma coisa do tipo, não lembro se foi assim mesmo, enfim… MUITO BOM O FILME.

    bjão

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s