Spartacus: Blood and Sand

Depois que algumas de minhas séries favoritas chegaram ao final decidi que daria uma parada nessa compulsão de acompanhar longas temporadas, definitivamente é algo que consome vida e ainda corre-se o risco, a depender do final (e as vezes quando tem um), da gente ficar com aquela sensação de tempo perdido.

Só acompanho atualmente The Walking Dead, The Big Bang Theory e The Office e tenho vivido em paz e feliz, com tempo para jogar meu PS3, socializar com amigos e tudo mais. Depois de um enorme lobby dos meus companheiros de trabalho sucumbi e comecei a conferir a série Spartacus Blood and Sand. Em unanimidade todos diziam ser uma excelente série, recheada de muita porrada e putaria. De fato tem isso tudo mesmo, entretanto, para uma série ser considerada boa de verdade precisa de algo a mais o que até agora não vi. Estou na metade da primeira temporada e vamos ver no que vai dar.

Litros de sangue e seios fartos

A parte visual e técnica é muito boa realmente e as lutas são bem coreografadas. A cada murro, a cada corte ou desmembramento de vítimas, litros de sangue jorram na tela no melhor estilo Cavaleiros do Zodíaco (quem assistia o desenho lembra de um episódio em que Seya quase se afoga em seu próprio sangue). Vejo pessoas reclamando do sangue que é irreal, suco de groselha e que a quantidade é absurda, mas acho que a intenção é justamente essa e eu, particularmente, acho sensacional este quesito na série.

Outro ponto talvez interesse mais o público masculino que é justamente as lindíssimas atrizes que surgem nuas (até nu frontal) com a maior desenvoltura na tela. Toda a luxúria dos tempos romanos antigos são exibidas a todo instante na tela. É algo machista de se dizer, mas isso é sim um dos grandes atrativos da série.

E presta essa porra?

Sinceramente, acho a série bem mais ou menos. Como eu disse no início é preciso muito mais que sangue, porrada e sexo pruma série se valer e perpetuar e é justamente na trama que está o maior problema de Spartacus. Os ganchos entre os episódios são muito fracos, eu não me sinto compelido em correr para assistir o próximo em momento algum.

A história principal é basicamente de um Trácio (sujeito oriundo da Trácia) que deserta do exército romano para salvar a mulher. Claro que o líder “vira na porra” e volta para aprisioná-lo e dar sumiço na mulher. Na cidade de Cápua ele é jogado na arena para morrer na mão de 4 gladiadores, só que ele vence os 4 e é comprado por um treinador de gladiadores para se tornar um lutador.

Quando terminar de ver toda a primeira temporada eu comento aqui o que achei. Teve o problema do ator principal ter sido diagnosticado com câncer e ter que abandonar o seriado, que teve um prelúdio sem ele e agora parece que irão o substituir com outro ator. Vamos ver no que vai dar, isso se eu continuar acompanhando. A vontade de abandonar é grande.

25 comentários sobre “Spartacus: Blood and Sand

  1. Cara, no começo eu bem que c@guei pra série, mas fui gostando mais com o passar dos episódios mesmo – motivado pela avalanche de sangue e peitinhos em Full HD =D. Mas nos últimos capítulos a tensão que se cria é muito interessante, e o último é de chutar o pau da barraca. Aconselho que você não abandone ainda, pelo menos pra ver se dará o mesmo gás no fim

    Curtir

  2. atrasadinho vc em??
    eu vi essa série o ano passado e acabei de ver “gods of arena” o prologo da série…muito boa essa série..recomendado…e é bom vc ver..”Blood and sand” e Depois “Gods of Arena”!!!

    Curtir

  3. Fala aí Marcio!

    Tanto eu como minha patroa adoramos esta série…! Já vimos até o fim e já terminamos o prelúdio (Gods Of The Arena).

    Primeiro que ela é inspirada num fato real e segundo que é uma história que eu já havia apreciado pela visão de Kubrick, porém com toques de 300 e muito sangue…!

    Ademais, realmente esta é uma série para assistir depois das 23:00h.

    Enfim, eu gostei bastante! Mas gosto é gosto, né? Até hoje eu não sei como “Super-Herói: O Filme” conseguiu uma nota superior à 0…

    Abraços e até…!

    Curtir

    1. Vou seguir o conselho de Dan Ramos e continuar vendo até o final da temporada já que, supostamente, a trama dá uma melhorada.

      E Super-Herói: O Filme só ganhou nota acima de zero porque na época a classificação mínima era 1. Mas taí uma boa dica, agora que já tem zero irei alterar!

      Curtir

  4. Eu também não estava gostando muito da série, mas fui assistindo apenas porque estava em férias e não tinha muito o que fazer. E foi uma das melhores coisas que fiz… Lá pelo episódio 6 ou 8 (não me recordo) a série tem um salto de qualidade no roteiro e nas motivações dos personagens que é uma coisa absurda. Insista você também, que no final vai valer a pena.

    Já o prelúdio dela – Spartacus: Gods Of The Arena – já foi filmado e terminou na semana passada. Foi legal, mostrou bem como as coisas ‘estavam do jeito que estavam’ no início da série. Mas não foi tão legal assim, meio corrida nos episódios finais (foram apenas seis capítulos), mas deu pra passar o tempo e matar a vontade enquanto a segunda temporada não começa.

    Curtir

  5. Não me interesso pela série. Certamente agrada alguns, mas o negócio realmente parece ser “whatever” demais. Alguns amigos meus e foruns nerds não são muito positivos quanto a série, o que me desanima a tentar ver e por já acompanhar um número agradável de séries.

    Him & Her (aguardo segunda temporada); Californication (quarta temporada); Vampire Diaries (segunda temporada); Community (segunda temporada); TBBT (quarta temporada); The Sopranos (primeira temporada)

    Enfim. Um dia talvez eu tente ver esse seriado, mas não faz meu gênero e complica.

    Curtir

  6. cara cv se expressa muito bem , mas o vc esta meio desorientado , se vc nao sabe, spactacus foi basiado numa historia real , e foi uma das maiores revoluta que aconteceu roma , se vc não vê história nisso, é melhor vc assirtir outra coisa ..
    ai vai uma dica : que tal (barbie)

    a, e eu quero ve uma resposta vil.

    Curtir

  7. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    é né, quem não tem argumentos pra discutir , ou melhor , para conversar sempre foge do assunto né ?
    você disse que quando eu escrevesse em português, você me responderia ?
    ai vai : ( em português )

    ha é sua última chance de escrever augo legal , pelo menos pra mim ver , porque eu acho que eu nunca mais vou visitar este blog..
    então escreva augo de interessante ..

    abraços …
    ha e não é pra ficar com raiva não…

    Curtir

    1. Você primeiro deveria aprender a escrever, se não sabe joga no word e depois cola aqui meu filho, por exemplo:

      “augo” é com l tá? Mas vamos pra frente, lhe responderei assim mesmo.

      Em nenhum dos dois comentários seus você deixou algum argumento defendendo sua tese de que Spartacus é uma boa série, ao contrário de mim. Todas as minhas opiniões e pontos estão no post.

      Dizer que eu “prefiro Barbie” ou “querer uma resposta vil” de mim não é defender seu ponto de vista em momento nenhum.

      Se eu tivesse com raiva nem publicaria seu comentário (se é que podemos chamar isso de comentário), simplesmente na moderação eu excluiria.

      A série Spartacus tem boas cenas de luta, violência e muito sexo, mas é uma série muito fraca. Tramas ruins, personagens manjados, mas essa é a minha opinião, a sua pode ser contrária tranquilamente, desde que você venha aqui e argumente ao invés de querer ofender.

      Não precisa mesmo mais visitar meu blog, nunca pedi isso a você nem a ninguém, vem aqui quem quer, lê quem quer, comenta quem quer e volta quem quer.

      Abração

      Curtir

  8. se eu quisesse aprender a escrever , eu estava lendo um livro. agora , lê essa porra quem quer , comenta quem e o que quer, você apaga se quiser.
    E quem disse que eu quero comentar sobre a série? Só quis colocar o meu ponto de vista sobre o seu ponto de vista medíocre .

    Curtir

  9. eu gosto da serie, acho que tem uma boa trama sim e sinceramente não entendo quando diz que está desistindo da série por falta disto mas acompanha the walkind dead, pô se tá de brincadeira né.

    Curtir

  10. Não não e não
    Essa série está equivocada assim como o filme,que começa de maneira errada,deixa muitos detalhes do livro de fora.
    Desde quando Leântulo Baciato é amigo do senador Graco?Varínia morena?Um poeta reunido ao exército de Espártaco?Sinceramente,se alguem ai leu o livro do Howard Fast,vai concordar comigo.Cadê o Caio Crasso?Onde está a Via Ápia?Os simbolos do castigo?a viagem de Caio,Helena e Claudia a Villa Salária?Acredito que a série deveria ser pautada no livro e não em outras situações.O livro em si daria uma excelente série se fossem representadas suas passagens.
    Sexo e luta,só dão grana a quem vive deles, e infelizmente o nosso cinema e nossa televisão vivem disso, tanto que a Globo agora transmite UFC e a musica infâme ”ai se eu te pego” virou fenômeno mundial.

    Curtir

  11. Marcio na boa, acompanho The Walking Dead e Spartacus gosto muito de ambas, mas estoria por história, Spartacus tem muitissimo mais conteúdo, ai sou obrigado a concordar com o Helmer que fala que vc se contradiz em argumentar falta de um bom enrredo na série Spartacus. Bom essa foi minha sensação, mas posso estár enganado.

    Curtir

  12. Rendeu esse post, hein Marcio?

    Chegou a ver o seriado inteiro? Rapaz, eu achava que seria bem meia boca, mas no fim se tornou dos meus preferidos dos últimos tempos. A história transmite uma emoção incrível. Pena a morte do ator principal… talentoso o cara.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s