VIPs

Dizem que querer se dar bem a qualquer custo, viver apenas de aparências ou fazer de tudo para possuir status de elite é algo que está incrustado no DNA do brasileiro. Sem generalizar, não deixa de ser algo recorrente aqui no país e dentre os grandes “picaretas” nacionais Marcelo da Rocha teve seus momentos de fama (pode ser visto no youtube inclusive) antes de ser preso por estelionato e falsidade ideológica, dentre outras acusações.

O filme “Vips” é inspirado na história de Marcelo da Rocha que ficou conhecido por aplicar alguns golpes culminando em um que ele se passou por Henrique Constantino, um dos filhos do dono da empresa aérea Gol. Trazendo a frente um Wagner Moura inspirado, o filme funciona como um bom entretenimento apesar de trazer uma versão mais dramática da vida de Marcelo.

Mesmo estando diante da saga de um criminoso, a jogada para fazer com que torçamos por Marcelo desde o início é bem realizada. Vemos as fases dele quando criança e em sua juventude e, no início, tudo é trazido com bastante humor. Com o público ganho e já nas mãos, fica fácil introduzir (lá ele) uma visão mais dramática sobre as causas e consequências dos atos errados do protagonista.

O elenco trabalha bem e a escolha de Wagner Moura (“Tropa de Elite”, “Romance”) para interpretar Marcelo se mostra bastante acertada, ele demonstra nas cenas ser um ator realmente muito versátil. Os coadjuvantes não fazem feio e até mesmo as pequenas participações como a de Milhem Cortaz (o capitão Fábio de Tropa de Elite) contribuem para fazer “Vips” funcionar de forma satisfatória.

Li alguns comentários querendo minimizar o filme como um “Prenda-me Se For Capaz” brasileiro, mas não é bem por aí. As partes de perseguição ocupam apenas um curto espaço de tempo na trama e o filme, mesmo não sendo nenhuma obra genial, consegue entregar o seu recado de maneira eficaz.

Gosto quando o cinema nacional entrega produtos feitos com algum cuidado, mesmo se tratando de uma obra comercial com intuito de atrair público e arrecadar um pouco com uma história que é bem peculiar, curiosa e baseada em acontecimentos reais. Se querem que as salas estejam cheias que ao menos façam valer o nosso tempo e dinheiro investido de uma maneira minimamente aceitável.


VIPs (Drama, 2010 – 96 min)

Dirigido por Toniko Melo com roteiro de Bráulio Mantovani e Thiago Dottori. Estrelando: Wagner Moura, Arieta Corrêa, Gisele Fróes, Julianoo Cazarré, Norival Rizzo, Roger Gorbeth, João Francisco Tottene e Jorge D’elia.

8 comentários sobre “VIPs

    1. Luana, é porque na historia real (tem o link pro video no youtube) o espertão deu uma entrevista pro Amaury Jr. num camarote no Carnaval do Recife, ai reproduziram a cena. Ele não chega a incomodar não hehhee.

      Mas realmente não é um daqueles filmes “imperdíveis” 🙂

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s