Apollo 18

Assim que “Apollo18” chega ao fim, uma mensagem pode ser ouvida por todos aqueles que tem o mínimo de bom gosto: “Houston, we have a bad movie”. Seguindo a já aborrecida linha do ‘feito a partir de acontecimentos reais’ – sempre contando com o auxílio de material e/ou vídeos descobertos “misteriomagicamente” – o filme até conta com boas atuações, mas o clima de suspense é prejudicado por um roteiro risível, cenas manjadíssimas e até mesmo o tal mistério é deprimente.

Se a própria ida ao homem à lua já é envolta para muitos em toda uma rede de teorias conspiratórias, o que dizer da tal missão Apollo 18 quando é divulgado oficalmente que a última foi a Apollo 17? E é justamente nessa ‘brecha’ que o espanhol Gonzalo López-Gallego se apoia para simular uma história que conta (no mundo imaginário do faz de contas) os tais acontecimentos que nunca foram revelados. Tem até um site [http://www.lunartruth.org/] que é divulgado durante os créditos onde você poderia saber a verdade. Lindo é quando você entra e tem lá dizendo “censurado, veja tudo no filme”.

Na trama (sim, isso mesmo, deixe de ser bobo) acompanhamos a tal missão “Apollo 18” com um pequeno grupo de astronautas, pausa para cenas de dias felizes com a família e amigos na terra, pronto, podemos torcer por eles já que foram humanizados o suficiente para nos cativar com estas cenas. Ao chegar na lua coisas estranhas começam a acontecer e, pelo visto, a tal missão tinha outros objetivos que eles desconheciam.

A premissa é até interessante e poderia render um bom suspense não fossem as absurdas faltas de coerência e furos no roteiro, sem contar com toda essa chatice de querer se passar por algo verídico. Pensem bem, um local inóspito como a lua, com astronautas enclausurados em naves diminutas, tem sim muita coisa a ser explorada em um suspense. E a tal revelação do porquê não existirem mais missões tripuladas à lua é daquelas que viram piadas instantaneamente. E se num suspense os sustos são esperados e clichês, ou pior, levam ao riso, as chances de um trabalho desses dar certo tendem a menos infinito.

Não chega a ser algo inassistível, mas “Apollo 18” não funciona como deveria e é mesmo uma obra que fica devendo em tantos aspectos que não recomendo a ninguém ir lá perder seu tempo no cinema. Focaram tanto na coisa de ‘história real e reveladora’ que esqueceram de fazer um filme bom, que quanto nada divertisse (ou assustasse de verdade) o espectador por alguns momentos. No final das contas fica mais fácil você discutir se o homem foi mesmo a lua do que sobre essa tal missão secreta.

 


Apollo 18 (2011 – 88 min)
Terror, Suspense, Ficção científica.

Dirigido por Gonzalo López-Gallego com roteiro de Brian Miller e Cory Goodman. Estrelando: Warren Christie e Lloyd Owen.

24 comentários sobre “Apollo 18

  1. mais vc é chegado num filme documentário né?? eu to fora disso…Depois de Apollo 13 nunca vi nenhum outro filme do mesmo estilo prestar…outro Apollo é Demais pra mim..prefiro me contentar com Tom Hanks!!

    Curtir

    1. Não é bem um filme documentário, é um filme “farsa” na verdade. E eu o assisti na pre-estreia, não pagaria pra ver depois do trailer. Realmente é melhor você ficar com o filme de Tom Hanks e esquecer esse aqui Thiago.

      Abração!

      Curtir

  2. Claro que não a apollo 18 é ficção e a lua com certesa é desabitada, mas o espaço é muito grande e com certesa alguns astronautas viram algo que não puderam explicar. Depois as viagens a lua foram canceladas. Hoje temos tecnologias que permite analizar muitas coisas. Sondas não tripuladas que poderiam ser lançadas em algumas das missões do Onibus Espacial. Acredito que não estamos sozinhos apenas isso.
    E o gorverno esconde segredos que poderiam causar panico. No Iraque as pessoas se matam por causa da religião….

    Curtir

    1. É isso Cesario, mas a questão mais triste do filme é essa, não saber aproveitar todas essas teorias conspirativas e mistérios, aproveitar um cenário como a lua, escura, desabitada e fazer um belo suspense.

      Apollo 18 é uma piada de filme.

      Curtir

  3. Bom, particularmente achei o filme bom, segue o tipo de trama de atividade paranormal e SE por acaso tivesse uma sequencia como o mesmo MUITAS pessoas iriam ver, justamente por curiosidade.
    E quanto a parte do “”Tem até um site [http://www.lunartruth.org/] que é divulgado durante os créditos onde você poderia saber a verdade. Lindo é quando você entra e tem lá dizendo “censurado, veja tudo no filme”.””
    VOCÊ não prestou atenção, mas ele tem um botão que redireciona para um blog com as tais verdades (http://missioncontrolblog.org/). Preste atenção, informação errada é feio 🙂 Mas vamos concordar que foi um marketing para atrair visitantes (quando nós gostamos muito de uma coisa ou tal assunto fazemos de tudo para que outras pessoas também gostem, no caso acho que foi essa a ideia do filme, fazer o público gostar de mistérios e questionar os fatos )para o tal blog e assim mostrar para as pessoas tópicos sobre missões, mistérios e assim despertar curiosidade.

    Curtir

    1. Feio minha cara Camila, é esse filme. Taí seu comentário e esse tal blog não muda o fato de “Apollo 18” ser apenas uma grande falácia para atrair pessoas para um filme que é ruim em tantos pontos, que ele querer se passar por algo “real” só piora a situação.

      Como eu comentei, a premissa era interessante mas tirando os atores é tudo um grande fiasco, o que era pra ser um bom suspense não passa de algo risível, se fosse comédia até daria para aceitar.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s