The Walking Dead – Bloodletting

O tiro em Carl pegou uma boa parte dos telespectadores desprevenidos. Os que não acompanham as HQ´s tiveram uma surpresa grande e a expectativa pelo segundo episódio cresceu ainda mais. Acho isso muito importante. O término do primeiro episódio assim como o final de uma temporada pode determinar quantos telespectadores vão seguir adinte e quantos vão abandonar.

O acidente introduziu um novos personagens a história e junto com eles um novo cenário. Toda a tensão gerada com o tiro que Carl levou foi um pouco dissipada em razão dos novos rostos na tela. Não que isso tenha sido algo ruim, afinal, alguém realmente acredita que Carl vai morrer? Eu ficaria muito surpresa mesmo se isso acontecesse.

 

Neste episódio conhecemos Otis que acidentalmente atirou em Carl. Junto a Rick e Shane, chegam a uma fazenda nas redondezas e encontam a família de Hershel Greene que usa de todo seu conhecimento como veterinário para tentar salvar o menino. Rick mais uma vez carrega um fardo maior do que merece. Culpa-se pelo acidente do filho e sente-se acuado por não poder ir em busca dos suprimentos necessários para salvar o filho… ele está impotente diante disso.

O diálogo entre Shane e Rick, em minha opinião, só ressaltou que eu estava errada em baixar minha guarda pra Shane. Ele se mostrou astuto e não perdeu tempo em fazer de forma muito sutil com que Rick se sentisse culpado. O caminho em busca do suprimento médico para Carl deu certo graças a um plano eficiente entre Otis e Rick mas a saída do local me pareceu amador e forçado. Simplesmente abrir a porta?

A relação entre os personagens fica mais latente e também o perfil de cada um diante dos laços que estabeleceram. Daryl que se mostrava distante e percebia os companheiros de viagem como descartáveis, demonstrou uma forte liderança em uma parte do grupo e uma genuína preocupação em achar Sophia. T-Dog ensaiou uma idéia de separação e da visão que os outros tinham a respeito dele mas prefiro acreditar que foi por conta da febre. Apesar de jovem, Glenn mostrou-se um ponto que é um ponto de confiança entre todos do grupo e Dale se estabelece como o coração da equipe. Neste episódio, Lori foi mãe. Isso já está de bom tamanho visto sua atuação coerente. Dá para recriminá-la por hostilizar Otis?

 Alguns estão reclamando da falta de fidelidade com a HQ. Mas qual  o problema em ter suas diferenças? É uma obra baseada em uma HQ e não transcrita. Não acho que seja spoiler o que vou dizer mas enfim… achei digno não terem matado o Shane como na HQ onde ele morre logo no início. Um personagem tão rico e pode criar uma tensão enorme entre Rick e Lori não merecia ser descartado. Personagens como Michone, o governador e outros tem tudo para dar as caras na terceira e quarta temporada. Vamos dar um crédito ok?

10 comentários sobre “The Walking Dead – Bloodletting

  1. Cochilei assistindo ao episódio, mas foi importante para o desenvolvimento da temporada. Achei absurdo T-Dog achar que o grupo é racista. Os roteiros nunca deram sinais disso. Ele pode apenas argumentar que o grupo o considera fraco e até agora mostra que isso é verdade.
    Mesmo com Shane e Otis encurralados, não estou tão ansioso pra ver o próximo episódio.

    Curtir

  2. Achei o episódio bom para a trama, mas muito morno em ação… É ruim quando não aparecem muitos zumbis pra criar uma tensão e um clima de torcida – nesse ep. a minha única torcida foi na corrida de Otis (nunca imaginei um gordo correndo tanto, gente!)… Faltou um pouco aqui e um pouco ali, mas vamos ver o próximo, afinal, ainda quero saber como é que eles vão sair da escola e se vão achar Sophia (eu duvido ainda)…

    Curtir

  3. Claro que a série não seria igual aos quadrinhos. Não teria graça. E também convenhamos que tv é tv, hq é hq.

    No entanto, não vejo sentido algum nessa vida de Shane, pra mim ele já estaria morto. Assim como o negão deveria ter morrido. No entanto o cara das flechas (sou horrível pra gravar nomes) tá muito bom. Acho que seria o caso dele aparecer nas HQs tão bom que é o personagem (fica dica Tio Robert!)

    O que me deixa com o pé atras é esses zumbis espertos. Nas HQs, eles conseguem sobreviver muitas vezes apenas porque os zumbis são lerdões. Fico me coçando com esses zumbis maratonistas.

    No mais tá tudo bem. As personalidades estão se formando, o que é bom. Não tá emocionando, tá arrastado, mas acho que só quem leu as HQs que nota isso.

    Curtir

  4. Pois é Dani, essa eterna “briga” das adaptações no cinema parece não ter fim, tem gente que já não consegue separar as coisas.

    Eu acho as HQs maravilhosas também, e estou gostando dessa segunda temporada justamente pela história seguir mais próxima das histórias das HQs, mas não me importo que sejam diferentes, acho que assim é bom atépra manter um mínimo de suspense nos acontecimentos.

    Também acredito que Shane vivo, na série televisiva, tá rendendo e pode render muito mais.

    To gostando mais da segunda do que da primeira temporada.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s