VILÕES: John Doe (Seven)

 Imagino que hoje em dia é muito difícil alguém não ter assistido ao filme Seven – Os sete crimes capitais. Uma incontestável fã de David Fincher, tenho um carinho enorme por este longa que me fez elevar a um novo patamar o gênero policial/ suspense. Personagens muito bem desenvolvidos, ótimos atores, uma história maravilhosa e com certeza um dos vilões mais motherfucker do cinema.

Ao falar de vilão temos uma enorme variedade de tipos, motivações, do sadismo ao sobrenatural, cada um com seu grau de maldade. Uns são mais sedutores que nos fazem esquecer como são maléficos a exemplo de Hannibal Lecter, outros são tão bizarros que não existe empatia alguma como podemos notar em Leatherface.

Lembro-me que Seven foi um filme muito impactante pra mim. Eu tinha apenas 13 anos e fui assisti-lo no cinema. Em 1995, não tínhamos aquelas grandes salas com telas enormes e cadeiras confortáveis. Ficávamos todos muito juntos, pois as cadeiras eram bem próximas e sempre tinha um ou outro que sentava na frente e dificultava a visão dos mais baixinhos.

Uma das coisas que mais me recordo foi quando já estava totalmente imersa no filme, tremendo feito bambu na serra, o homem que deveria ter sido assassinado por conta do pecado da preguiça simplesmente tosse na cara do policial… tomei um susto tão homérico que o meu refrigerante foi todo parar no colo de um amigo que sentava ao meu lado. Pois é, dei um grande banho de coca cola nele.

Mas voltando ao que interessa, John Doe é um vilão que se destaca por inúmeros aspectos. O primeiro é sua ausência física em praticamente todo o filme. Ele só aparece no final do longa mas sua presença é sentida a todo momento, seja nas mortes que deixa pelo caminho ou no teor de urgência quando a lista de pecados capitais vai chegando ao fim. Jonh Doe não aparece cometendo nenhum dos assassinatos. Um aspecto interessante é que Kevin Spacey pediu para que o seu nome não aparecesse nos créditos iniciais, fazendo com que a participação do ator fosse uma surpresa para os espectadores. Para compensar, nos créditos finais o nome do ator é o primeiro que aparece. O seu nome também não consta em nenhum material de divulgação.

John Doe é incrivelmente inteligente e capaz de planejar todas as suas ações levando em conta cada uma das ramificações possíveis delas. A forma como parece ter o controle de tudo assusta tanto quanto a sua paciência. Um dos assassinatos demorou mais de um ano pra ser concluído. E o mais brilhante é que mesmo com mortes grotescas e sádicas, nenhuma delas foi diretamente pelas mãos dele… precedendo algo que seria usado em Jogos Mortais mais a frente.

“Os detetives Somerset (Morgan Freeman) e Mills (Brad Pitt) são encarregados de investigar um perigoso caso. Um serial killer está fazendo vítimas baseado nos sete pecados capitais. William é experiente e está a uma semana de sua aposentadoria, enquanto David é um novato um tanto temperamental e impetuoso, e ambos passam a fazer parte do plano do  psicopata.”

GULA
GULA

“Quando você quer matar alguém chega perto e atira. Não se arrisca 12 horas para matar, a não ser que o ato tenha um significado” diz Somerset. Ele não estava errado. O primeiro corpo encontrado é de um homem que foi obrigado a comer até morrer.

AVAREZA

“Uma libra de carne. Nem mais, nem menos. Sem cartilagem, sem osso, só carne. Cumprida esta tarefa ele estaria livre”. John Doe obriga um famoso advogado a mutilar uma parte do seu corpo e colocar na balança até que chegue a determinado peso que não me recordo agora. Mas ele quer apenas carne, nada de amputar membros ou cartilagens. Com uma enorme fatia do quadril e barriga arrancados o advogado morre por conta de uma hemorragia, apenas com roupas íntimas debruçados sobre seus livros.

PREGUIÇA

Um antigo cliente do advogado assassinado por conta da avareza foi encontrado amarrado a uma cama onde estava há um ano, alimentado apenas através da aplicação de soros, coberto pelas próprias fezes,  com partes partes de sua carne cortadas e uma mão decepada. A vítima acabou comendo a própria língua.

LUXURIA

Em bordel, um homem é obrigado amarrar a si próprio um pênis em formato de faca e penetrar uma prostituta até a morte pelo excesso de sexo e lesões internas.

VAIDADE

Uma modelo tem seu rosto desfigurado por John doe. Ela teve um telefone colado em uma das mãos e na outra um frasco de remédios. Diante disto, ela tem duas opções: tomar todos os comprimidos para morrer dormindo ou pedir socorro, e ter a chance de viver porém com inúmeras cicatrizes para sempre. Ela preferiu a morte.

INVEJA
IRA

Os dois pecados que vão se unir em um momento de grande impacto do filme. A obra de John Doe é concluída.

OBS: John Doe não é a parte mais interessante do filme Seven. O que mais impressiona é que o Dr. Rey (Sim, o Dr. Hollywood) foi o consultor médico do filme. Durma com essa, bebê.

 

8 comentários sobre “VILÕES: John Doe (Seven)

  1. concordo com tudo que vc falou, esse filme é fodástico mesmo,e o diretor arrebenta,eu nunca assisti um filme ruim desse cara,impressionante,e
    que inveja de vc,queria ter visto esse no cinema.e Dani,me explica direito esse lance do dr Rey aí ,wtf ?

    Curtir

    1. Dr. Rey foi o consultor médico. Normalmente os filmes tem esse tipo de consultoria para deixar a coisa mais real possível e fazer coisas possíveis caso fossem reais.
      Até Centopéia Humana teve consultoria médica

      Curtir

  2. Para mim um dos melhores filmes do gênero!! Sou fã do enredo, narrativa e desfecho do filme, muito bem dirigido, tanto que adquiri o DVD assim que lançado! Assino embaixo de tudo o que você disse!

    Curtir

  3. Esse filme é fantástico! Mesmo aquilo que poderia ser clichê(a dupla de policiais com temperamentos antagônicos,um experiente e outro novato)serve para enriquecer ainda mais o roteiro e andamento do filme.
    O final é um dos mais chocantes e brilhantes da história do cinema!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s