Rebobine por favor, por um público mais educado nos cinemas

Não tem muito tempo e um colega escreveu um texto aqui no Porra, Man! sobre os tipos de espectadores que, infelizmente, encontramos nos cinemas. O que deveria ser uma atividade prazerosa tem se tornado quase um suplício, torcemos para encontrar pessoas educadas em nossa sessão, torcemos e sofremos (até parece minha relação com meu time de futebol).

O convidado da vez aqui no blog é Rodrigo Alencar que fez de tudo para assistir “Homem de Ferro 3” com a sua amada e dois amigos em paz e tinha um lugar marcado lhe esperando. Era pra ser tudo lindo, mas se transformou numa aventura ainda maior que a de Tony Stark, vejam só como tudo aconteceu:

“Puff, a educação de nosso povo vai indo de mal a pior, fui vê Iron Man 3 com minha namorada e mais um casal, no Cinepólis do Bela Vista,comprei meus ingressos bem cedo pois sabia que estaria cheio ( tipo umas 14:00 ) para a sessão de 19:30, adoro o cinema de lá, pois é o mais bem feito daqui da região ( perde só pro som 3D do UCI no Iguatemi ), cadeira marcada, poltronas pra casais e mais algumas coisas, porém nada pode ser bom quando se tem uma população tipo a nossa ( antes fosse tipo NET ), você compra seu lugar e quando chega no mesmo tem a visão de problema, 4 pessoas sentadas em 4 poltronas reservadas por você naquela sessão, ok, sem problemas, afinal pode ter acontecido várias coisas: ingressos duplicados, falta de informação deles, eu ter errado a letra da fileira, enfim ‘n’ coisas podem ter acontecido para que aquilo vinhesse a acontecer, com meu tom de educação falei que tinha que reservado aqueles lugares, fiquei esperando qualquer afirmação que tornassem as sentenças anteriores verdadeiras, pufff grande erro meu, escuto a seguinte frase:

– “É que tomaram nosso lugar, aí vinhemos para cá!”

getout

Ok, tomaram seu lugar e o idiota que tem se fuder sou eu? Não, PESSOAS, um erro não justifica outro, bom como sou um frango não tenho estrutura física para entrar em uma briga então fui resolver da forma chata ( e a certa ) conversando com o gerente, saí da sala e fui direto pra portaria e pra minha surpresa eu fui bem atendido, a moça lá ( sou péssimo em decorar nomes mas lembro que o nome dela era bom pra se formar anagramas então deve ter sido algo tipo Luciana ) chamou o gerente e me deu duas escolhas: Me colocar na cadeira que e minha por direito u me colocar em outra sessão, nessa altura do campeonato já tinha se passado 24 minutos de filmes e como as outras sessões já estavam praticamente cheias escolhi o modo Cézar, o gerente parou o filme ligou a luz e eu subi as escadas forçando o máximo uma pose ‘like a boss’ sob vaias e protestos das pessoas que estão pouco que se fudendo pro meu problema, fiz as pessoas levantarem sem precisar ergue uma palha ( apenas para esboçar um leve sorriso ) como já tinha se passado 36 minutos desde o inicio do problema solicitei ao gerente que o filme fosse rebobinado ( sim, pasmem, temos esse direito ) e como solicitado o filme voltou, não do inicio mas uns 17 minutos dele sim, foi o suficiente para as demais pessoas me criticarem, por sorte de minha namorada ( que nessa hora já estava implementando o algoritmo do avestruz ) uma alma puxou uma salva de palmas para minha causa, nem ligo, já sou acostumado a passa vergonha, enfim a sala pareceu uma mesa de xadrez todos os errados começaram a se levantar e ir para seus lugares de direito ( outros foram embora, afinal a graça do filme foi pro espaço nessa hora ), no fim do filme fui a encontro do gerente pois me senti lesado e constrangido (não por mim mas por minha namorada) conversei com ele e rapidamente ele em entregou 4 cortesias para trocar por qualquer filme em 2D, por fim peço a vocês que se alguém sentar no seu ugar não ocupe o dos outros pois isso acaba virando uma bola de neve.”

Esse é o olhar desaprovador
Esse é o olhar desaprovador

Pirem aí, foi preciso o gerente do cinema solicitar uma verdadeira reorganização de toda a sala, uma verdadeira desfragmentação, que, para encerrar, ainda contou com uma “rebobinação” (na minha época chamávamos assim) do filme para que a pessoa pudesse assistí-lo na poltrona em que comprou com lugar marcado e em paz.

Repetindo: Para assistir seu filme numa sessão de cinema com lugar marcado, nosso convidado especial precisou solicitar que a sessão fosse interrompida  para que cada um senta-se em seu lugar e, posteriormente, retornar o filme para o início.

Um atitude louvável, mas até quando precisaremos de epopeias como esta para poder existir coletivamente e respeitar os outros que estão ao nosso lado?

***

  1. Aconteceu aqui em Salvador mas relatos assim estão surgindo em todo o Brasil
  2. O Cinépolis Bella Vista e sua equipe agiu muito corretamente, um parabéns para o melhor cinema da cidade (em minha opinião, não fui patrocinado antes que alguém grite e nunca sequer ganhei um convite deles para ver um filme).
  3. #ClasseCinefilaSofre

15 comentários sobre “Rebobine por favor, por um público mais educado nos cinemas

  1. rapaz,gostei dessa coisa de rebobinar aí,bem interessante.pena que tem tanto fdp nos cinemas,aja saco pra aguentar tanta gente babaca.

    Curtir

    1. Eu sou um desses!
      Só vou ao cinema se o filme me atrair muito, ainda assim só vou em salas menos concorridas e quando o filme está praticamente saindo do circuito.

      Curtir

  2. Aí você pega um cara com uma predisposição à problema mental, o cara explode e dispara uma metralhadora dentro da sala (como aconteceu aqui em SP) e os psicólogos vão procurar uma desculpa como:
    -Filme violento;
    -Jogos violentos;
    -Rock (wtf!)

    Curtir

  3. Parabéns! Agiu com cabeça fria e teve seus direitos garantidos. Não sei se a sorte está ao meu favor mas, até hoje aqui em Minas Gerais(Divinópolis), por incrível que pareça, nunca tive problemas do tipo e tampouco pessoas atrapalhando o filme.

    Espero que continue assim…

    Curtir

  4. Pena é constatar que até em cinemas “de elite” da cidade tem babacas e pessoas sem educação que não conhecem o termo “marcado” e faz essa besteira de sentar no lugar errado só pq o outro sentou.

    Curtir

  5. O meu sofrimento para assistir sessões atualmente está concentrado no saco para aturar chutes e empurrões na cadeira. Quando compro meus ingressos em salas com lugares marcados sempre tento escolher um local em que não tenha ninguém atrás de mim, pois, é simplesmente impossível quem senta atrás não chutar e empurrar sua cadeira uma atitude que me irrita profundamente já que eu não faço isso e não vejo necessidade para tanto, pois os cinemas tem espaço para as pessoas sentarem-se confortavelmente, especialmente o MacroXE do Bela Vista.

    Quando se comenta que a população de vai aos cinemas caiu de nível nego se ofende dizendo que é a elite que não quer que os outros tenham acessoe e blah, blah, não é nada disso, mas sim a falta de hábito e compostura dessa nova leva de público que inundou os cinemas recentemente e que não sabe se portar neste tipo de ambiente e age da típica maneira retratada pelo colega do texto; como se estivesse coberta de razão.

    É uma pena isso, mas está dando para tolerar até então, pois como a cidade tem mais cinemas que público e,caso bem escolhido, você pode frequentar locais em que há menor aglomeração de débeis mentais, a exemplo do Bela Vista e Paralela e torço para que o do Barra também siga este rumo. O Cinemark do SSA Shopping saiu da minha lista antes mesmo de abrir o Cinépolis do Bela Vista, pior público disparado em salas na cidade.

    Curtir

    1. É uma das fontes mais comuns e mais usadas e, para completar, fundo branco com fonte na cor preta. É a primeira pessoa em anos que reclama, de qualquer forma valeu pelo aviso.

      Engraçado é entrar em seu site/blog e ser recebido por 200 propagandas que você se complica todo pra fechar, horrível, não dá nem para querer sequer ler o título de alguma notícia.

      Abraços 😀

      Curtir

  6. Tudo seria resolvido se ao inves do cara procurar outro lugar, que obviamente seria ocupado, tivesse tido a mesma atitude do Rodrigo.
    Outra coisa importante é o cinema frizar na entrada e na hora da venda que as cadeiras são marcadas. Não deveria ser algo necessário de se fazer, mas infelizmente parece que é.

    Curtir

    1. Sabe o que é pior? Muitas vezes avisam e as pessoas sabem sim porque tem que escolher o lugar que vai sentar. Antes dos créditos (para quem entrou cedo) tem o aviso.

      Tem gente que gosta é de dar uma de esperto mesmo: “cheguei em cima da hora só tinha lugar na frente, mas que se foda, vou sentar aqui no lugar dos outros mesmo e quero ver quem vai me tirar!”

      Triste.

      Curtir

  7. O cinema é muito bom adoro mas o Rodrigo Alencar precisa ler uns livros. Pelo amor de Deus não existe a palavra vinhemos o correto é viemos.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s