Primer

Se você está cansado de assistir obras que não te desafiam ou que exijam que você deixe o seu cérebro desligado para não se irritar, “Primer”, filme que marcou a estreia de Shane Carruth (“Upstream Color”) e que foi premiado no Festival de Sundance de 2004, é uma ótima pedida para todos aqueles que estão interessados em um verdadeiro desafio cinematográfico.

primer-2004

Na história, dois amigos engenheiros, Aaron (o próprio Shane Carruth) e Abe (David Sullivan), se reúnem em uma garagem para criar um dispositivo capaz de reduzir a “massa aparente” de qualquer objeto colocado dentro dele. Acidentalmente eles acabam descobrindo que, na verdade, os objetos estão viajando no tempo. Pensando nas inúmeras possibilidades advindas dessa descoberta, o primeiro desafio que eles se propõem é utilizá-la para “se darem bem”, lidar com as consequências vai ficar para depois.

Se você é um(a) daqueles(as) pessoas que acredita que “A Origem” ou “Donnie Darko”, por exemplo, são filmes que precisam ser assistidos 2 vezes para serem entendidos, se prepare(m) para assistir “Primer” pelo menos umas 4 vezes.

Em determinada parte do filme um dos personagens indaga:

O que é pior, pensar que você está ficando paranoico ou saber que você pode estar paranoico?

Essa frase dimensiona um pouco o que você vai encontrar ao assistir esta obra. A questão dos paradoxos e ciclos temporais é um tanto complexa e pode deixar você (junto com os personagens) totalmente perdido, mas de uma forma bastante ‘divertida’ e instigante.

primer3

Realizado com apenas 7 mil dólares, “Primer” é um filme denso, complicado e indicado para espectadores que querem vivenciar um verdadeiro desafio cerebral, que vão encontrar nessa premiada e bastante singular produção uma verdadeira joia rara da sétima arte.

***

  1. Existem gráficos, diversos deles, espalhados pela internet para explicar o filme, principalmente relacionado aos ciclos temporais e a questão do paradoxo dos “duplos”.
  2. Apesar da comparação, acho “A Origem” e “Donnie Darko” filmes excelentes. Estão entre os meus favoritos
  3. Shane Carruth, assim como em seu trabalho mais recente, dirige, escreve e atua, o que comprova seus diversos talentos no mundo do cinema.
  4. Primer e mais outros 9 produções fizeram parte de uma lista que fiz aqui no blog indicando filmes que você provavelmente não conhece, mas deveria conhecer.
  5. Não dei 5 controles porque 1 deles foi perdido em um dos ciclos temporais. Ou isso ou meu duplo retirou ele, já não sei mais o que aconteceu…

primer-movie-review-2Primer (2004, 77 min)
Ficção Científica

Um filme de Shane Carruth com Shane Carruth, David Sullivan, Casey Golden e Anand Upadhyaya.

6 comentários sobre “Primer

    1. É bem ruim. Monótono, e mesmo que você seja um amante de Física, é extremamente maçante. Cai naquela classificação de filmes que são endeusados hoje: filmes merda de entender, mas o problema não é que você seja burro, é que quando algo não quer se fazer entender acaba sendo quase impossível mesmo. Os hipsters assistem um filme desses e saem louvando os mesmos, mas reclamam que mulher é difícil de entender porque não explicam o que sentem, vai entender. Da família de filmes ruins tipo Mulholland Drive e Enemy, apenas para citar alguns exemplos.

      Curtir

      1. Difícil é sua comparação com as mulheres. Eu não acho as mulheres difíceis de entender e nem Primer um filme ruim, monótono.

        Cinema é isso aí, diversidade de escolhas e opiniões.

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s