Sem Escalas (Non-Stop)

Quando o agente federal federal Neil Marks (Liam Neeson, “Busca Implacável”) embarca em um voo de Nova York para Londres, sem escalas, e se acomoda em sua poltrona, tanto ele quanto os espectadores do filme dirigido por Jaume Collet-Serra terão o seu último momento de sossego antes de mergulhar numa sucessão incrível de tensão e suspense que acompanharão a todos até o desfecho deste compentente thriller psicológico.

Na trama, assim que embarca em seu voo o protagonista (bem interpretado por Liam Neeson, que está cada vez mais se especializando neste tipo de produção) começa a receber uma série de mensagens suspeitas de um sujeito que informa que, a cada 20 minutos, um passageiro irá morrer caso não sejam transferidos 150 milhões de dólares para uma conta bancária. Neil inicia então uma verdadeira corrida contra o tempo para tentar descobrir quem é o suspeito e evitar que pessoas sejam assassinadas.

Sem Escalas

Como prometido, após 20 minutos, a contagem de corpos se inicia com o primeiro assassinato. A partir daí o espectador é convidado a entrar no jogo investigativo junto com o agente federal alcoolatra e com pouca credibilidade junto aos seus colegas (pessoais como o capitão ou de trabalho como a equipe que ficou “em terra”). Existe uma “brincadeira” em torno dos esterótipos que é interessante, basta aparecer o árabe ou um sujeito mal encarado para todos ficarem alerta, ou ainda a mulher misteriosa ou até mesmo pessoas acima de qualquer suspeita na hora e lugar errado para termos um prato cheio para especulações.

E todo esse clima fica mais interessante justamente por conta da urgência, o voo está seguindo e o tempo está passando, será que vai mesmo morrer uma pessoa a cada 20 minutos? Como conseguir descobrir em meio a tantos passageiros e tantos suspeitos quem está por trás de tudo isso?

Além de Liam Neeson, a participação de Julianne Moore (“Carrie, A Estranha”) traz um certo ‘peso’ para o filme. Os demais coadjuvantes possuem alguns rostos conhecidos e boas participações, por mais que algumas como a da oscarizada Lupita Nyong´o (“12 Anos de Escravidão“) pouco apareçam.

non-stop-julianne-moore

O final poderia ser menos ‘incrível’ e menos apoteótico, é verdade. Sem contar que, quando revelada, a motivação de quem estava por trás de todo o plano também é muito boba, ou seja, tem seus clichês e também não é nada de outro mundo, mas para quem procura adrenalina e tensão a mais de 8 mil pés, “Sem Escalas” é o tipo de filme ideal por ser bastante divertido e fazer valer o dinheiro de seu ingresso.

***

  1. Se a promessa é matar 1 pessoa a cada 20 minutos e o filme tem pouco mais de 100 minutos então, caso ela seja cumprida…
  2. O avião utilizado no filme é um Boeing 767-300.
  3. A classificação flutuou em algum ponto entre 3 e 4 controles, mas devido a algumas turbulências acabou em 3. De zero a 10 acho que uma nota 7 estaria de bom tamanho também.
  4. O esquema de ter as mensagens escritas no celular funcionando também como uma “legenda” (e não como de praxe, aparecer em inglês e ter uma legenda acima ou abaixo) foi muito bacana e importante (e surpreendente), já que parte da trama se desenrola nessa troca de mensagens..

Bom: Classificação 3 de 5

poster sem escalas non-stopSem Escalas (Non-Stop, 2014 – 106 min)
Ação, Thriller, Suspense

Dirigido por Jaume Collet-Serra com roteiro de John W. Richardson, Chris Roach e Ryan Engle. Estrelando: Liam Neeson, Julianne Moore, Scoot McNairy, Michelle Dockery, Nate Parker, Corey Stoll, Lupita Nyong’o, Jason Butler Harner, Omar Metwally, Quinn McColgan, Frank Deal e Anson Mount.

9 comentários sobre “Sem Escalas (Non-Stop)

  1. Fala, Marcio, tem um tempinho que não passo por aqui, estava meio enrolado. Ainda não assisti esse filme, mas o pessoal até que tem falado bem, gosto desse jeitão de Steven Seagal do Liam Neeson. hehe

    Então, o Espectador Voraz, por ora, está aposentado. Meu Blog agora é o Cinerama: http://www.portalcinerama.com/

    Já linkei teu blog lá na nossa page, se vc puder fazer o mesmo, a casa agradece. Se preferir, também podemos trocar banners de parceria. Agora que estou com tudo mais equilibrado, estarei aqui com mais frequência. Grande Abraço.

    Curtir

    1. Já tinha visto a mensagem no seu antigo blog, assinava o feed e já estou assinando o feed do Cinerama meu caro.

      Depois entro em contato contigo pra colocar seu banner aqui, deixa eu só oficializar o tamanho ideal, acho que vou aumentar um pouco.

      Curtir

  2. ainda não vi por falta de tempo mesmo,mas deve ser massa.sem falar que eu amo esse diretor,ele fez a órfã e a casa de cera,dois filmes que eu adoro 🙂

    Curtir

  3. Pois é, o final foi que me deixou com uma certa implicância com esse filme. O início é muito bom, o suspense criado, o jogo psicológico, a tensão a bordo. Mas, a revelação da motivação é tola demais e aquele final apelativo com direito a menininha voando, foi demais… De qualquer maneira, um filme interessante.

    Curtir

Deixe uma resposta para vanessa vasconcelos Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s