S.O.S Mulheres ao Mar

O público segue a gostar de assistir comédias de qualidade questionável e que mais parecem extensões das telenovelas porque continuam a lançar produções como “S.O.S Mulheres ao Mar” incessantemente em nossos cinemas ou continuam a lançar isso nos cinemas porque o público parece nunca se cansar de ver sempre as mesmas coisas?

Em “S.O.S Mulheres ao Mar” vamos acompanhar a história de Adriana (Giovanna Antonelli) que vê sua vida perder sentido com o fim de seu casamento de 10 anos. Quando descobre que seu ex-marido (Marcello Airoldi) vai viajar em um cruzeiro com sua nova namorada (Emanuelle Araújo) ela resolve embarcar junto com sua irmã (Fabíula Nascimento) e a sua secretária do lar Dialinda (Thalita Carauta) para bolar um plano a fim de acabar com esse novo romance de seu ex e recuperar o amor da sua vida.

s.o.s_mulheres_ao_mar_2_606_x_360

Pelo visto uma mulher não é nada sem um homem ao seu lado, pelo menos é isso que o filme dirigido por Cris D´Amato deixa a entender. Chega a ser controverso um filme capitaneado por três mulheres ser, em boa parte, bastante machista.

Talvez seja um exagero analisar dessa forma uma produção que tem o intuito principal de divertir o público e não o de entrar em discussões existenciais, mas algumas sequências e cenas (além dessa explicitada pela sinopse) seguem escolhas bastante questionáveis. O maior exemplo é uma determinada parte onde, para aplicar uma “lição” em sua “rival”, a protagonista exibe imagens do passado condenável, segundo a ótica dela (bastante machista, diga-se de passagem), do affair de seu ex que sofre as consequências dessa exposição.

cena-do-trailer-de-sos---mulheres-ao-mar-1387402729114_956x500
Por mim afunda.

A única coisa que se salva mesmo em “S.O.S Mulheres ao Mar” é a participação da atriz Thalita Carauta (que faz Zorra Total), ela está divertidíssima e rende algumas boas cenas, fora isso sobram decisões erradas, brincadeiras erradas e um desfecho padrão chato e sem o mínimo de carisma.

***

  • Se filmes assim não prestam porque você vai assistir? Respondo em duas partes:
    1. Só posso dizer se gostei ou não de um filme indo assistí-lo. Não vi e não gostei é algo que não pratico.
    2. Nem sempre é minha vez de escolher o filme, respeito isso e acho bastante importante. Foi assim que assisti (e adorei) produções como “2 Filhos de Francisco”, por exemplo.
  • Na minha sessão muita gente riu e adorou o filme, ou seja, vai ter copa mais filmes assim em nossos cinemas. Bom para quem consegue se divertir com coisas assim.

Ruim: Classificação 1 de 5

cartaz-sos-mulheres-ao-mar0S.O.S. Mulheres ao Mar (2014, 96 mim)
Comédia

Um filme de Cris D’Amato com Giovanna Antonelli, Reynaldo Gianecchini, Fabíula Nascimento, Marcello Airoldi, Thalita Carauta e Emanuelle Araújo.

8 comentários sobre “S.O.S Mulheres ao Mar

  1. Márcio Melo, o maior espectador do Zorra Total haha

    Só pelo poster deste filme, dá para perceber que é uma bomba. Você é um guerreiro por encarar estas atrocidades.
    Nos últimos tempos, poucas comédias românticas brasileiras realmente se sobressaíram (para não falar nada). Mas eu gostei bastante de “O Homem do Futuro”. Porém foi o único que gostei. Espero que esta situação com o cinema brasileiro, melhore de uma vez por todas. E que o Padilha volte pra cá, que já está fazendo falta.

    Curtir

  2. Marcio, na minha opinião é que faltam roteirista com mais criatividade no pais, só pelo trailer eu vi que era furada. Esse tipo de filme já está velho e passado porque não fazem um filme como 12 anos de escravidão, um filme que nos faça refletir e pensar de como era as coisas na época. Infelizmente eu dificilmente assisto os novos filmes brasileiros pois os roteiros e os atores que chamam são fracos, espero sinceramente que isso um dia mude.

    Curtir

    1. Eu nem acho que falta gente inteligente ou produções interessantes, falta é espaço nos cinemas para eles. A lei da oferta e demanda é bem clara, enquanto estiver dando bilheteria e o pessoal estiver gostando, deve continuar assim mesmo, afinal, em time que está ganhando não se mexe hehehe

      Curtir

  3. rsrsrs, percebi que odiou, mas, sinceramente diante das comédias bobas que invadiram nosso cinema, essa não é das piores. Tem a fórmula clichê das comédias românticas, com uma certa dose de machismo? Sim, como a maioria delas, onde o enlace amoroso é o objetivo de vida das mulheres. Quanto ao público adorar, pois é, esse já bateu recorde de bilheteria na estreia, então…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s