Silicon Valley

Na corrida de ouro dos tempos atuais do Vale do Silício (Silicon Valley), as pessoas mais qualificadas para o sucesso são aquelas que menos possuem capacidade para lidar com ele. Essa é a base da mais nova produção da HBO, uma série de comédia nerd e de um nicho mais específico (Analistas de Sistemas e Programadores em geral se identificarão de imediato) que vem, aos poucos, conquistando o seu espaço na Tv.

Criada por Mike Judge, o cara que fez nada menos do que o mítico e espetacular “Como Enlouquecer Seu Chefe (Office Space)“, ou ainda as séries animadas “Beavis & Butthead” e “King of the Hill”, Silicon Valley é uma série de comédia que conta com o humor irreverente e bastante característico de Judge que diz ter se baseado em suas próprias experiências como Engenheiro de Software no Vale do Silício nos anos 80.

A Série

A série se passa no Vale do Silício num mudo cheio de milionários e companhias gigantes da tecnologia como Google ou Facebook e é lá que vamos conhecer Richard (Thomas Middleditch) um programador que acaba criando um aplicativo musical que, de início, ninguém se interesse e ignora ele de todas as maneiras possíveis. Quando é descoberto que em meio ao seu aplicativo de merda existe um poderoso algoritmo de compressão de arquivos que poderá revolucionar de vez o mundo do audiovisual, ele precisará tomar uma importante decisão que vai mudar de vez a sua vida e de seus amigos.

Silicon Valley

Ele recebe uma proposta de Gavin Belson (Matt Ross) dono da bilionária companhia Hooli para comprar o seu aplicativo mas logo entra na jogada também Peter Gregory (Christopher Evan Welch, que faleceu em Dezembro passado durante as gravações). Enquanto Gavin é um predador ambicioso, Peter é um cara mais tranquilo e um tanto quanto filósofo. Richard recusa a proposta de 10 milhões de dólares para vender 5% da sua companhia, a “Pied Piper” para Peter por 200 mil dólares e ainda receber uma assessoria de como montar o seu negócio.

É óbvio que ele e seus amigos não sabem lidar bem com a situação e altas confusões envolvendo ações, porcentagens da companhia ou até simplesmente o desenho da Logo ou compra definitiva do nome da empresa entram na jogada e é aí que a série se desenvolve.

Divertida? Sim, mas não é uma série para todos

Por mais que nenhum canal queira investir em uma série muito específica, a verdade é que Silicon Valley apesar de conter personagens carismáticos, alguns clichês bons e cenas bem boladas, é uma série que contem algumas piadas mais específicas que somente quem vive o mundo da tecnologia e desenvolvimento de sistemas entenderão por completo.

Não fala apenas de nerds que não conseguem falar em público, se socializar ou que ficam deslumbrados com mulheres lindas e, por mais que os chefes das companhias rivais possuam traços de grandes mestres do mundo da tecnologia como Steve Jobs que qualquer um pode ‘captar’, tem muita piada se referindo a linguagens de programação, metodologias de desenvolvimento de sistemas (no episódio 5 tem piadas se referindo ao Scrum que são de chorar de rir, pelo menos para quem trabalha ou já trabalhou nesse esquema) que podem deixar as pessoas que não são do ramo não entrando muito bem na ‘vibe’ do humor. Não existem risadinhas ao fundo para lhe guiar e dizer quando é hora de rir como em outras sitcoms.

Silicon Valley - A Série

1º Temporada

A primeira temporada de Silicon Valley está sendo exibida na HBO todas as segundas aqui no Brasil. Lá fora ela vai ao ar aos domingos, mas sabiamente não colocaram ela para entrar no mesmo dia de Game of Thrones por aqui. Os episódios são bem curtinhos, pouco mais de 20 minutinhos e pronto.

Até o momento do dia da escrita deste post, foram exibidos 5 episódios e parece que para essa 1º temporada teremos apenas 8 episódios.

***

  1. Para mim que sou Analista de Sistemas, séries com esta e The IT Crowd me fazem chorar de rir. Claro, o filme “Office Space” é um dos favoritos da minha vida também. Quem é da minha área me entende 🙂
  2. A PiedPiper possui um site oficial. Acesse lá e descubra mais sobre os caras.
  3. O elenco é ótimo, tanto os chefes quanto os programadores, o dono da casa que tem 10% de qualquer projeto que sair de lá ou ainda aquele carinha que saiu de The Office (Zach Woods).
  4. Claro, você não precisa ser “da área” para gostar e assistir a série que é acessível para outras pessoas “normais” também 😛
  5. Tá assistindo? Tá curtindo?

 

9 comentários sobre “Silicon Valley

  1. Também sou de TI e choro de rir. As piadas e as referencias feitas são realmente muito boas. Mas o pior é se identificar com os estereótipos.
    É uma versão americana e atualizada de IT crowd

    O engraçado é que eu não vi nenhuma propaganda ou pessoas falando sobre a série. Só achei aqui. E muito boa a referencia ao office space. Vou assistir novamente hahaha

    Curtir

    1. Pra gente que é da área é difícil realmente não se identificar com um estereótipo ou outro.

      Pouco gente tem falado tanto por essa nova quanto por ela ser um pouco mais específica ainda que tenha muita piada “universal” ali.

      Curtir

  2. Cara.. sou estudante de medicina e tô adorando o seriado. Tem uma coisa ou outra que não é tão de primeira assim pra entender, mas, no geral, a “globalização” proporcionada pela internet (sendo bem aproveitada) nos capacita a sacar as piadas (baita dumas piadas, diga-se de passagi).

    Curtir

    1. Sim, tem muita coisa universal ali e como você disse, com internet hoje em dia dá pra se inteirar da maioria das piadas sim.

      Vamos ver se a série encontrará fôlego para seguir a frente!

      Curtir

  3. Nunca fui tão de fã de séries voltado para comédias, tirando Arrested Development, o restante nunca terminei. Por incrivel que pareça, estou curtindo de Silicon Valley, tanto pela piadas da área, mas por tratar de coisas de quem se envolve a fundo conhece.

    Obs.: só perde para Geração Brasil e sua Marra Company. hahahah

    Curtir

    1. Eu gosto de séries de comédia e ainda mais se tiver a ver com minha área como a sensacional The IT Crowd ou ainda apenas com “trabalho” como The Office também.

      Silicon Valley vem me conquistando a cada episódio, no início achei apenas legal, mas depois do 5º episódio, que me fez escrever esse post, acho que agora decolou hehehe.

      Quanto a novela ai da Globo, não vi nenhum capítulo mas estou acompanhando por alto esse tal de Marra Company. A galera pega ar com a referência direta a Jobs e a Apple (to falando sem saber direito mas acho que é isso né?) mas acho que vale sim a piada, ainda mais num mundo de hoje em que a tecnologia está deixando de ser coisa exclusiva de nerd hehehehe

      Curtir

  4. Num especial sobre a série que passou na HBO os produtores falam que eles associam as piadas mais especificas eles associam a algum sentimento para facilitar o entendimento.

    Eu to achando o seriado muito bom. Acho que valia citar também o filme “A rede social”, que apesar de um filme “sério” mostra que criar uma empresa não é algo tão fácil assim.

    Curtir

    1. É mesmo Ramon, você tem razão, o filme “A Rede Social” mostra bem esse lado de que criar uma empresa de sucesso no mundo tecnológio, uma coisa mais ‘séria’, não é nada fácil.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s