O Destino de Júpiter (Jupiter Ascending)

Os irmãos Wachowski conseguiram algo raro e mágico para obras de ficção científica, uniram grandes ideias com efeitos especiais ‘vanguardistas’ em um filme de tirar o fôlego, mas isso foi em 1999 com Matrix. De lá para cá nem mesmo as continuações da obra prima que eles criaram fizeram o mesmo sucesso – ainda que, particularmente, goste tanto de “Speed Racer” quanto de “A Viagem”. De um dos filmes mais esperados do ano, “O Destino de Júpiter (Jupiter Ascending)”, pode ser considerado, infelizmente, o pior trabalho de Andy e Lana até aqui.

Na trama acompanhamos a história de Júpiter Jones (Mila Kunis, “Ted”) que segue uma penosa vida limpando banheiros sem saber que é descendente de uma linhagem imperial e, dentre outras regalias, é a ‘Rainha’ do planeta Terra. Toda a sua vida se transforma em uma aventura intergaláctica sem precedentes quando recebe a visita de um ex-soldado modificado geneticamente chamado Caine (Channing Tatum, “Foxcatcher”) que tem a missão de protegê-la a todo custo e levá-la ao seu destino para assumir o seu lugar de direito.

jupiter-ascending-pic-channing-tatum-lead-image

A premissa dos irmãos Wachowski não é ruim. A própria ideia de criar uma espécie de conto de fadas interplenatário onde uma dinastia milenar que é dona de alguns planetas ao longo do universo está atrás da Mila Kunis (o que é bastante plausível) e, esta por sua vez, conta com a ajuda do seu príncipe encantado que ao invés de chegar num cavalo branco vem com botas antigravitacionais voadoras tão bacanas quanto o hoverboard do “De Volta para o Futuro” é realmente interessante. É uma pena no entanto que todo o entorno seja ruim. Algumas espécies alienígenas são ridículas, o humor e as piadas que nunca acertam o tom não ajudam e, pra completar, algumas atuações como a da Mila Kunis ou do afetado Eddie Redmayne (“Hick”) estão completamente perdidas. Nada disso ajuda a levar a história a sério e tampouco funcionam bem como sátira.

Exceto pelo 3D que não vale a pena, na parte técnica “O Destino de Júpiter” caminha direitinho e as ‘tranqueiras’ tecnológicas são bem bacanas. Desde as tais botas que fazem o Tatum deslizar pelo ar enquanto rolam algumas ótimas cenas de combate, até mesmo as armas, espaçonaves e ‘itens de cura’. Infelizmente um bom filme precisa de muito mais do que isto para ser digno de aplausos ou, quanto nada, se tornar um entretenimento minimamente razoável.

_Jupiter_Ascending_kunis
Abelhas não mentem 😐

A verdade é que a salada espacial dos Washowski apesar de ter uma ou outra boa ideia é indigesta e traz uma aventura com uma trama muito básica, com clichês bobocas e, tirando o constante suspense do espectador em tentar descobrir se o Sean Bean (“Espelho, Espelho Meu”) vai, como de praxe na maioria dos trabalhos que participa, morrer ou não, sem grandes atrações. Infelizmente a divulgação do próximo trabalho de Andy e Lana ainda vai precisar trazer estampado a velha frase: “Dos mesmos criadores de Matrix”.

***

  1. Natalie Portman estava cotada para fazer a Júpiter Jones mas recusou o papel antes da produção do filme iniciar. Já é a segunda vez que ela faz isso com os Wachowski, antes tinha sido no filme “A Viagem (Cloud Atlas)”.
  2. Depois de terem feito Matrix eu prometi que daria sempre o meu dinheiro pra qualquer coisa que os Washowski lançarem nos cinemas e vou seguir cumprindo até o fim da minha vida.

Jupiter-Ascending-25set2014-posterO Destino de Júpiter (Jupiter Ascending, 2015 – 127 min)
Ficção Científica, Ação, Aventura, Fantasia

Um filmes de Andy Wachowski e Lana Wachowski com Mila Kunis, Channing Tatum, Eddie Redmayne, Sean Bean, Douglas Booth, Tuppence Middleton, Doona Bae eTim Pigott-Smith.

14 comentários sobre “O Destino de Júpiter (Jupiter Ascending)

  1. eu não sou fã dos trabalhos dos Wachowski,os melhores filmes ainda são a trilogia Matrix e acredito que nuca vão superar, odiei Speed Racer e Cloud Atlas, esse Destino de Jupiter foi o primeiro filme que gostei depois de Matrix…

    Curtir

  2. Se continuar assim, essa sua promessa de ser fiel aos Washowski pode começar a ficar pesada, rs. Uma pena que eles tenha feito uma salada tão confusa aqui. Porque o pior não é o que, mas o como. O filme é completamente perdido, nem o tom ele define, não dá para comprar a ideia.

    Curtir

    1. Já está se tornando mesmo um fardo essa promessa hahaha.

      Esse filme apesar das ‘tecnologias bacanas’ que curti tipo o escudo ‘invisível’ as ‘botas’ realmente não funciona em nada.

      Curtir

  3. Me parece que os irmãos Wachowski são o caso típico de uma bola dentro a coincidência é que foi praticamente no primeiro trabalho deles por isso criou-se uma esperança de que eles vão conseguir reproduzir outra vez só que eu já não nutro mais esperanças quanto a isso.

    Curioso ver o ganhador do Oscar 2015 errando na medida do papel. Isso pode indicar que ele ainda precisa de mais experiência.

    Curtir

    1. Esse filme está pronto já tem muito tempo, acho que as filmagens datam de 2 anos quase, talvez isso explique a atuação afetada de Eddie. E outra, todos os atores pareciam estar extremamente desconfortáveis, isso também contribui e muito já que eles tavam vendo a merda em que embarcaram hahahha

      Curtir

      1. É terrível quando acontece isto que você falou Márcio, na verdade eu acho que é um lance que deveria ser passível de repreensão, pois ninguém obriga um ator a estar num papel. É parte do risco do trabalho dele, que, convenhamos, é bem pequeno se considerarmos todas as vantagens que usufruem.

        Curtir

  4. Eu agradeci por não conseguir assistir esse filme no cinema, vi em casa e só aguentei até os 40 e tantos minutos antes de dormir. Já achei feio no começo, quando a Mila aceitou tudo que estava rolando como se fosse algo normal. Fui enganado mais uma vez pelo trailer, O Destino de Júpiter tinha quase tudo para ser bom, mas não conseguiu.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s