I Origins

Sem nenhuma previsão de estreia no Brasil, nem mesmo em homevideo, “I Origins” prova que o cineasta Mike Cahill é definitivamente, valendo a referência com este seu mais recente trabalho, um cara para ficar de ‘olho’. Se em 2011 ele entregou para o mundo do cinema o ótimo “A Outra Terra”, aqui ele não fica muito atrás e apresenta uma obra que conversa sobre ciência e espiritualidade como poucos conseguem fazer.

I-Origins

A trama acompanha um biólogo molecular e cientista, Dr. Ian Gray (Michael Pitt) que realiza estudos sobre a íris humana e seus pontos oculares com sua estagiária Karen (Brit Marling, “A Outra Terra”) e seu colega Kenny (Steven Yeun de Walking Dead). Suas pesquisas tentam provar que o olho humano faz parte da evolução natural das espécies e não de uma simples obra divina como muitos preferem acreditar. Certo dia, em uma festa, ele acaba conhecendo uma misteriosa mulher chamada Sofi (Astrid Berges-Frisbey) e os dois se apaixonam apesar das diferentes convicções.

Enquanto Ian segue tentando encontrar explicações na ciência para os mistérios do olho humano, Sofi possui a suas próprias crenças espirituais. Essa dualidade de visões é o mote principal do filme. De início ele começa mais pautado na ciência, mas a medida que vai avançando Cahill dá um espaço maior a espiritualidade e é essa dualidade um dos principais referenciais deste filme. É fato que no desfecho Cahill exagera um pouco na dose do misticismo e aqueles que não são muito afeitos a visões espirituais podem acabar se chateando um pouco.

i-origins-michael-pitt

Muito bem dirigido e com atuações bastante convincentes, “I Origins” é uma ficção científica extremamente recomendada para quem quer sair um pouco da mesmice e experimentar algo belo e interessante. E o melhor, deixa no final uma importantíssima lição de como é bom usar as escadas ao invés do elevador.

***

  1. O filme ganhou o Prêmio Alfred P. Sloan Prize do festival de Sundance em 2014, que reconhece os filmes que retratam ciência e tecnologia.
  2. Tem algumas cenas interessantes e quase assustadoras durante os créditos.
  3. A classificação foi aproximada para cima, de 0 a 10 uma nota 7 estaria de bom tamanho.

I Origins - PosterI Origins (2014 – 106 min)
Ficção Científica

Um filme de Mike Cahill com Michael Pitt, Brit Marling, Astrid Berges-Frisbey, Steven Yeun, Archie Panjabi, Cara Seymour e William Mapother.

12 comentários sobre “I Origins

  1. Para mim foi um dos melhores filmes de 2014. Uma pena que não lançaram por aqui e temos que apelar para meios alternativos.

    A sacada do título é interessante “I(eye) Origins”. E, realmente, vc nunca mais andará de elevador tranquilamente.

    Abs.

    Curtir

  2. Achei o filme bem interessante, o jeito em que o diretor aborda a religião e a ciência nesse filme é muito interessante, ele já é um diretor que pode esperar um bom trabalho

    Curtir

    1. Exatamente, ainda que tenha gostado mais de “A Outra Terra” aqui ele entrega novamente um filme bem interessante. Agora é aguardar seu próximo trabalho!

      Curtir

    1. Encontrei ele facinho com tio Jack na torrente, mas fica a dica para os bucaneiros de plantão. Infelizmente é o tipo de filme que nunca deverá estrear por aqui.

      Curtir

Deixe uma resposta para bruno knott Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s