A Colina Escarlate (Crimson Peak)

– Colina insana…

Escarlate como o barro extraído das minas é o sangue que banha os fantasmas da nova obra de Guillermo del Toro, diretor de muitos títulos no estilo, ele retorna mais uma vez ao gênero em que é mais reconhecido com uma obra que apresenta o melhor de suas habilidades em alguns momentos. A construção do clima, a apresentação do cenário em que tudo discorrerá, cercado de expectativa e alguma apreensão, um mundo em que os inimigos mais perigosos não são aqueles mais óbvios, tudo isso liderado pela imprevisível Lucille Sharpe (Jessica Chastain, “Interstelar“) e seu irmão Thomas (Tom Hiddleston, “Thor – O Mundo Sombrio“).

Em busca de financiamento para sua máquina de extração o aristocrata Thomas irá conhecer a jovem Edith Cushing (Mia Wasikowska, “O Duplo“) enquanto tentava convencer o seu potencial apoiador, Carter Cushing (Jim Beaver), apenas para descobrir que ele era pai da jovem que já cortejava. Só que ambas as pretensões do galanteador serão obstruídas, ou assim imaginava-se, quando o pai da donzela descobre alguns podres do passado do pretendente. Pressionado, ele cede e resolve deixar para trás a busca por apoio financeiro na América, bem como as aspirações românticas com a garota que acabara de conhecer. Tudo arranjado após um acordo no qual o pai garante uma boa recompensa em dinheiro para os irmãos misteriosos.

Só que um infortúnio acontecerá e tudo voltará ao estado inicial e a garota irá lançar-se nos braços do encantador nobre, mudando-se rapidamente para a Inglaterra, num casarão antigo e macabro, que mostra sua faceta sombria assim que a recém esposada põe os pés. Muito solícita e atenciosa, ainda que um tanto assustadora, a irmã Lucille esforçava-se para agir normalmente, mas algo estava fora do lugar. A casa parecia querer expulsar a jovem de lá e ao passo que os dias se seguem ela começa a descobrir o que os irmãos Sharpe escondiam em suas atitudes cada vez mais estranhas.

Apoiando-se na construção ao invés da ação, Colina Escarlate segue uma linha mais voltada para o suspense e com enfoque nas pessoas com os fantasmas agindo como uma espécie de apoio à trama que vai desenrolando-se. A surpresa não fica por conta do que é revelado, mas das extensão e será a partir desse momento de descoberta que teremos o ápice da atuação de Jessica Chastain que rouba a cena sem nenhum pudor, engolindo a pobre Edith e até ofuscando o bom Tom Hiddleston que remete muito o desempenho já visto como o Loki de Thor/Vingadores.

Colina Escarlate é um bom filme na sua ideia principal, mas falha muito na apresentação inicial dos eventos. A parte em que introduz-se as personagens e inicia-se o relacionamento entre Edith e Thomas é boba e não faz jus aos bons momentos que se seguem quando a tensão começa a ser desenvolvida. O problema não está na relação, mas como ela é criada, usando elementos e artifícios muito batidos, ainda que façam sentido à época que se passa. Guillermo podia fazer melhor nessa parte e fica claro que ele não leva jeito para coisa, pois tenta resolver a situação usando os meios mais manjados que existem. A história no geral pode levar a alguma má interpretação de quem for ver esperando um filme de horror, esse não é o aspecto principal, ainda que presente levemente. É mais uma obra sólida no geral, mas que poderia ficar melhor acabada caso tivesse sido mais homogênea em sua realização.

Intensidade da força: 7,5

***

  1. Este texto foi escrito pelo grande Bill Power, do Power Cinema. Agradecimentos mais que especiais pela excelente crítica!
  2. Hoje não tem controles, é a Força quem define. Se fosse em controles estaríamos quase 4 de 5.

 


Colina-Escarlate-poster-elenco Título Original- Crimson Peak
Título Nacional- A Colina Escarlate
Diretor- Guillermo del Toro
Roteiro- Guillermo del Toro/Matthew Robbins
Gênero- Suspense/Terror/Drama
Ano- 2015

4 comentários sobre “A Colina Escarlate (Crimson Peak)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s