Crítica | The Witcher 1×02: Four Marks

Four Marks tem o difícil trabalho de apresentar mais um novo e importante personagem e também expandir o universo do seriado.

Temos aqui a história de origem de Yennefer, uma garota corcunda que sofre abusos recorrentes de seu padastro. Em um momento de extremo nervosismo, ela descobre ter algum tipo de poder. Isso basta para ela ser encontrada por Tissaia de Vries, uma maga que vê bastante potencial na garota. Yennefer passa por alguns testes para finalmente ser aceita por Tissaia. Nas sequências de Yennefer e Tissaia já podemos perceber o quão importante é a magia para a história de The Witcher. Estamos diante de uma fantasia de qualidade, isso é mais do que claro agora.

Em suas andanças, Geralt encontra um bardo eloquente e bem humorado chamado Jaskier. Os dois se deparam com um monstro que tem cara de bode e com um antigo rei elfo chamado Filavandrel.

Elfos, é claro! O que é uma história de fantasia sem elfos, não é mesmo?

Despejando informações de uma maneira expositiva, o episódio nos revela a importância dos elfos para o mundo de The Witcher e também como vários deles foram assassinados em um episódio que ficou conhecido como a Grande Limpeza.

E Four Marks não se esqueceu de Ciri, ainda que a trama dela tenha avançado muito pouco. A garota continua se escondendo dos perseguidores de Nilfgaard, contando desta vez com a ajuda de um novo amigo e de uma família que a acolheu. A tranquilidade para ela não dura muito, já que os sanguinários de Nilfgaard logo chegam na vila e destroem tudo o que encontram pela frente. Ciri, mais uma vez, consegue escapar. É o destino.

Este segundo episódio de The Witcher comete alguns erros na maneira como apresenta as novas informações desse mundo. É exposição demais! Talvez seja pela falta de tempo, já que a temporada tem apenas oito episódios. Apesar do ritmo estar longe do frenético, é inevitável ainda nos sentirmos perdidos neste cada vez mais complexo mundo.

The Witcher claramente tem potencial, só espero que ele seja devidamente alcançado nos próximos episódios.

2 comentários sobre “Crítica | The Witcher 1×02: Four Marks

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s