Passagem Secreta

Após a estreia na Mostra de Cinema Tiradentes, o filme nacional “Passagem Secreta” chega ao circuito comercial — com estreia marcada para dezembro de 2021 — com uma proposta interessante. A produção, que é claramente destinada ao público infanto-juvenil, deixa a desejar em alguns aspectos, mas no geral entrega uma experiência bacana, diverte e conta com um elenco mirim que consegue sobrepor as dificuldades com bastante carisma.

Na história somos apresentados a Alice (Luiza Quinteiro), uma jovem que é obrigada a se mudar e vai passar um tempo com seu tio (Fernando Alves Pinto, “Nosso Lar”) numa pequena cidade. Chateada com sua mãe, ela acaba conhecendo um grupo de amigos que gostam de se meter em algumas confusões. Quando um deles se perde num parque de diversões, ela depara-se com alguns segredos perigosos sobre a sua verdadeira identidade.

Dirigido por Rodrigo Grota, “Passagem Secreta” peca em alguns detalhes bobos, mas no geral compensa, com o carisma do núcleo infantil, a clara falta de melhores recursos para contar a história que tem momentos interessantes, apesar do roteiro de Roberta Takamatsu derrapar em algumas partes. A tentativa de construir o background de cada um dos personagens, acaba mais atrapalhando do que ajudando, fazendo com que o filme demore a “começar de verdade”.

As atuações do elenco adulto deixam bastante a desejar, nem mesmo a presença de Fernando Alves Pinto, que já participou de algumas séries conhecidas como “Os Homens são de Marte…” ou “A vida Secreta dos Casais” se salva. Em todos os momentos em que é necessário que ele entregue algo mais, a sua atuação fica bastante caricata. O restante do elenco adulto é bem abaixo da média e, no final das contas, são as crianças que salvam o filme. Ainda que pequem em algumas cenas, elas esbanjam carisma e desenvoltura, em especial as garotas que, na maioria das vezes, carregam os filmes nas costas.

Alice

Infelizmente a melhor parte do filme acontece quase no final dele. É justamente quando entra na sequência do “resgate” no parque de diversões — que o trailer soube vender tão bem — que “Passagem Secreta” diz ao que veio. Utilizando de alguns recurso bem inteligentes, é quando a protagonista precisar enfrentar algumas escolhas difíceis à medida que desvenda mais a respeito do seu passado que o filme cresce e apresenta algumas cenas muito boas. Em uma delas é feito um jogo de sombras muito interessante e os cenários, por mais que não sejam os mesmo que as produções milionárias que estamos acostumados a acompanhar, entregam o bastante para fazer o espectador embarcar na aventura.

No geral, por mais que possua algumas falhas e o elenco (adulto) atrapalhe mais do que ajude, “Passagem Secreta” apresenta uma história que, mesmo demorando a engrenar, sabe brincar com os dilemas e a imaginação infantil e que traz o suficiente para agradar o público ao qual ele é destinado.


Passagem Secreta

Título Original: Passagem Secreta
Direção: Rodrigo Grota
Roteiro: Roberta Takamatsu
Elenco: Fernando Alves Pinto (Heitor), Luiza Quinteiro (Alice), Sofia Cornwell (Sófis), Tiago Daniel (Hugo/Orelha), João Guilherme Ota (Vico), Arrigo Barnabé (Rui)
Gênero: Ficção, Aventura, Infantil
Duração: 95 min
Distribuição: A2 Filmes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s