O Sal da Terra

O Sal da Terra, dirigido pelo setuagenário Wim Wenders, França, 2014. Este documentário biográfico me fez bem e mal ao mesmo tempo; Fez-me me sentir bem porque trata-se de uma baita obra fílmica com O maiúsculo; E me fez mal também por sua visceralidade nos relatos contados. Trata-se da história de carreira e vida do fotógrafo mineiro Sebastião Salgado, reconhecido mundialmente pelo seu ofício. A obra … Continuar lendo O Sal da Terra

Irmã Dulce

Irmã Dulce, com direção de Vicente Amorim, Brasil, 2013. Verdade que demorei a escrever essa crítica. Assisti a obra fílmica quando estava em cartaz no fim do ano passado, entretanto inúmeros fatores me fizeram ter um certo cagaço admitido em fazer esta escrita demasiadamente humana. De início o meu bloqueio para conseguir transpor o filme em letras vem do local que o filme é rodado: … Continuar lendo Irmã Dulce

Chico – Artista Brasileiro

Chico – Artista Brasileiro, do mesmo diretor do documentário Vinicius, Miguel Faria Jr., Brasil, 2015. O documentário é dividido em três partes; a primeira que fala da pessoa física, a segunda da pessoa jurídica (artista, sendo que a primeira e segunda parte se misturam), e por fim a parte final que é a estória ou saga que Chico faz para ter noticia de um suposto … Continuar lendo Chico – Artista Brasileiro

Porto dos Mortos (Beyond the Grave)

Com apenas 300 mil reais de orçamento, levantados pelo diretor Davi de Oliveira e o produtor executivo Isidoro B. Guggiana, “Porto dos Mortos”, além de ser o primeiro longa-metragem de horror do Rio Grande do Sul, pode ser considerado uma vitória do cinema independente nacional. Ainda que o título remeta aos filmes de Romero, “Porto dos Mortos” é mais do que um simples filme de … Continuar lendo Porto dos Mortos (Beyond the Grave)

S.O.S Mulheres ao Mar

O público segue a gostar de assistir comédias de qualidade questionável e que mais parecem extensões das telenovelas porque continuam a lançar produções como “S.O.S Mulheres ao Mar” incessantemente em nossos cinemas ou continuam a lançar isso nos cinemas porque o público parece nunca se cansar de ver sempre as mesmas coisas? Em “S.O.S Mulheres ao Mar” vamos acompanhar a história de Adriana (Giovanna Antonelli) … Continuar lendo S.O.S Mulheres ao Mar

Meu Passado Me Condena

Produções nacionais de comédia com o selo da Globo Filmes, atualmente, assustam mais do o trânsito ou a falta de segurança pública nas grandes cidades do Brasil. Dirigido por Julia Rezende e escrito por Tati Bernadi, “Meu Passado Me Condena” se baseia na série homônima do Multishow e traz até algumas situações divertidas, mas no final das contas não deixa de ser, infelizmente, mais do … Continuar lendo Meu Passado Me Condena

Mato Sem Cachorro

Devido a enxurrada de comédias nacionais de qualidade duvidosa que estão sendo despejadas em nossas salas de cinema, não é raro encontrar pessoas que já estejam desacreditadas com produções deste tipo aqui no Brasil. Mesmo sem ser nada de outro mundo, “Mato Sem Cachorro” foge um pouco da mesmice ao conseguir divertir até mesmo essas pessoas desacreditadas por reservar alguns bons e inspirados momentos em … Continuar lendo Mato Sem Cachorro

Minha Mãe é uma Peça

O enorme sucesso nos teatros foi a motivação principal para trazer  para os cinemas a obra “Minha Mãe é uma Peça”, criação do ator Paulo Gustavo que além de ser o protagonista da história assina o roteiro nesta comédia que entrega exatamente o esperado, boas risadas. Na trama do filme acompanhamos a história de dona Hermínia (Paulo Gustavo) que após ouvir uma conversa entre seus … Continuar lendo Minha Mãe é uma Peça

O Som ao Redor

Assistir a um filme nacional para algumas pessoas tem o mesmo sabor que ser abordado para fazer um cartão de uma loja de departamentos, culpa em parte pela oferta (e demanda, ou seja, a culpa é também do público) de produções brasileiras encontradas em nossas salas de cinema que, geralmente, cedem seus lugares para obras mais “fáceis” e que possuem um retorno (na bilheteria) mais … Continuar lendo O Som ao Redor