Crítica | Amores Canibais

Segundo filme da diretora Ana Lily Amirpour, Amores Canibais é definitivamente uma experiência estranha. Tudo tem início com a expulsão da jovem Arlen (Waterhouse) do território do Texas apenas com um cheeseburger e a roupa do corpo. Ela é considerada como mais um exemplar do tal lote estragado do título original (Bad Batch) e terá que se virar em um ambiente hostil. Os problemas surgem … Continuar lendo Crítica | Amores Canibais